Risco de seca irá pesar no bolso do consumidor

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A partir de fevereiro as tarifas da conta da luz estarão reduzidas, mas o consumidor terá um novo custo na conta de luz: o risco de secas.

Nestas épocas de seca, a produção das hidrelétricas diminui e a empresa é obrigada a comprar energia no mercado livre  para suprir o consumo dos clientes, ocorrendo um gasto extra.

Segundo a Folha de São Paulo, nos contratos anteriores, as elétricas tinham uma remuneração maior pelo serviço prestado. Por isso, ficava a cargo delas arcar com o custo da compra de energia se houvesse dificuldade para cumprir os compromissos.

Mas, as concessões foram renovadas e, portanto, a tarifa vai cair em média 20%, segundo compromisso do governo, ao qual o consumidor passará a assumir essa conta maior se for preciso comprar mais energia no mercado livre.

A mudança ocorre a partir do dia 5 de fevereiro, quando será feita a revisão tarifária extraordinária das distribuidoras. No mesmo dia em que o consumidor saberá se o desconto na tarifa realmente será o prometido.

O consumidor passa a bancar também as ampliações de estrutura, caso haja necessidades, essas, avaliadas pela Aneel.

 

Gostou? Compartilhe