Prefeitura abriu inscrições para bolsistas do Brasil Alfabetizado

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A Prefeitura Municipal de Passo Fundo, através da Universidade Popular da Secretaria de Educação, abriu o período de inscrições para voluntários alfabetizadores, coordenadores e tradutores de libras, que queiram integrar o Programa Brasil Alfabetizado em 2011. São 25 vagas para alfabetizador, 3 para coordenador, e conforme a necessidade, intérprete de libras. As inscrições acontecem na Secretaria de Educação até o dia 12 deste mês, de segunda  a sexta-feira, das 12h e 30min às 18h e 30min.

A secretária de Educação, professora Vera Vieira, destacou que atualmente o programa conta com 350 alunos, distribuídos em 23 turmas, espalhadas pelos bairros do município, mas que a meta para 2011 é de alfabetizar 400 alunos. Ela disse ainda  que será pago uma bolsa mensal aos voluntários do Programa via FNDE/MEC.

A coordenadora da Universidade Popular, Maria Augusta D’Arienzo, ressaltou que existem alguns critérios  para o alfabetizador realizar a inscrição: ser professor das redes públicas de ensino; ter experiência anterior em educação, preferencialmente, em educação de jovens e adultos; e ter, no mínimo, formação de nível médio. Já para o cargo de coordenador, preferencialmente ele deve ter nível superior; ter no mínimo formação de nível médio; ter experiência anterior em educação, de preferência na educação de jovens e adultos; apresentar disponibilidade de tempo para o acompanhamento das turmas, e ser, preferencialmente, professor das redes públicas de ensino.

        A  seleção  para o preenchimento das vagas dos candidatos à alfabetizadores,  coordenadores e intérprete de libras, se dará através de somatório de  pontos e obedecerá os seguintes requisitos: 1 Formação de Ensino Médio, 05 pontos; 2 Formação de Ensino Superior, 10 pontos; 3 Formação de Pós – Graduação, 20 pontos; 4 Professor  da Rede Pública, 05 pontos;  5  Declaração de Experiência em Educação (para cada ano trabalhado), 01 ponto –  máximo  20  pontos; 6 Declaração de Experiência em Educação de Jovens e Adultos, 02 pontos – máximo 20 pontos; 7 Sorteio.
Os candidatos às vagas devem portar no momento da inscrição o xerox e o original do CPF e do documento de identidade, além dos comprovantes de formação, de professor da rede pública, declaração de experiência em educação, e em educação de jovens e adultos.    

 O curso de alfabetização terá duração de  oito meses,  com, no mínimo, 424 horas. Sendo que destas, 40 horas será de formação inicial e 64 horas de formação continuada. O resultado com os selecionados será afixado na Secretaria de Educação no dia 17 de novembro. Mais informações pelo (54) 33167212 e (54) 33167210.

As bolsas

Bolsa Alfabetizador -  R$ 250,00 mensais para alfabetizador de uma turma ativa;  Bolsa classe II,  R$ 275,00 mensais para o alfabetizador de uma turma ativa que inclua jovens, adultos e idosos com necessidades educacionais especiais, população carcerária ou jovens em turma ativa que inclui jovens, adultos e idosos surdos; e Bolsa classe V, R$ 500,00 mensais para o alfabetizador com duas turmas de alfabetização ativas.

Bolsa Orientador -   R$ 500,00 mensais para o coordenador de turmas de alfabetização ativas. Ele deverá acompanhar 10 turmas de alfabetização ativas, e não será permitido acúmulo de bolsa pelo coordenador de turmas.  

Bolsa Intérprete de Libras -   R$ 250,00, para auxílio do alfabetizador em turma ativa que inclui jovens, adultos e idosos surdos.

Fonte: Assessoria de Imprensa PMPF

Gostou? Compartilhe