Milhares manifestam louvor a Nossa Senhora

Multidão participa da Romaria em Passo Fundo, a segunda maior do Brasil

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

O segundo maior centro de devoção a Nossa Senhora Aparecida no Brasil, mais uma vez deu mostras da fé devotada à padroeira do município. Passo Fundo realizou neste domingo, 14, a 32ª Romaria Arquidiocesana de Nossa Senhora Aparecida, menor apenas da que é realizada em Aparecida do Norte (SP). A procissão partiu da Catedral, às 8h, logo após a realização da primeira missa do dia, e os fiéis percorrem sete quilômetros até o Santuário dedicado à santa, na saída para Soledade.

Administrador da Catedral e um dos coordenadores do evento religioso, o padre Itamar Lavarda estima que somente durante o domingo aproximadamente 150 mil devotos tenham participado da procissão. “Estamos muito felizes como Igreja Católica porque ano a ano aumenta o número de pessoas. São 32 romarias, em todas nunca houve diminuição de participantes. É uma expressão muito bonita da fé do povo”, afirmou. O crescimento da participação popular pode ser medido também pelo volume de alimentos comercializados. Nesta edição foram disponibilizados para venda 5,8 mil quilos de carne e mais de três mil cucas. “Geralmente nós distribuíamos algumas cucas na segunda, mas agora não houve sobra como em outros anos”, contou o religioso.

Na missa realizada às 7h de domingo, antes do início da caminhada até o Seminário, a movimentação já era grande. De acordo com o padre Lavarda, mais de 1,2 mil hóstias foram consagradas para a cerimônia e todas foram distribuídas.  “Isso que sabemos que é um número pequeno que vem até a Catedral, a maioria das pessoas vai se juntando durante o percurso”, comentou. Muitos devotos fizeram todo o percurso de pés descalços, crianças foram vestidas de anjo e grandes velas foram acesas em agradecimento à graças alcançadas.

Mais de 30 equipes participaram da organização romaria que teve como norte o lema “Com a mãe Maria, somos Igreja em missão”, que reflete o trabalho de evangelização que acontece neste ano na Arquidiocese de Passo Fundo. Às 10h30min foi realizada a missa campal pelo bispo Dom Antônio Carlos Altieri no Santuário e durante a tarde houve benção aos romeiros e objetos religiosos.

Demonstração de fé iniciou na sexta-feira

Embora a procissão aconteça sempre no segundo domingo de outubro, muitos fiéis optaram por ir até o Seminário no dia do feriado dedicado à santa. Na data também aconteceu a Romaria dos Cavalarianos, taxistas e ciclistas. A devota Inês Perin foi uma das pessoas que na sexta-feira, 12, aguardava na fila para chegar até a imagem de Nossa Senhora Aparecida. Há dez anos ela vem ao santuário, desde que pediu a primeira graça em favor do sobrinho que havia sofrido um acidente. “Pedimos graças a Ela e fomos atendidos. Eu nunca mais deixei de vir”. Mesmo não sendo a data da procissão, Inês optou por manter uma tradição pessoal e comparecer ao santuário no feriado em honra a Nossa Senhora Aparecida. “Sempre venho todos os anos no dia dela, 12 de outubro, não importa que a procissão seja outro dia. Venho porque eu tenho muita fé, há muitas graças que eu já alcancei e por isso não venho só pedir, mas também agradecer”, contou.

A data também foi escolhida por Marizete Sagiorato que compareceu com o marido e a filha. “Daqui a pouco vou trabalhar, mas antes vim mostrar a minha fé. Como quero chegar ate a santa, preferi vir hoje que é um dia de menos gente e fica mais fácil de subir (até o altar)”, explicou. Marizete está grávida e por isso, além dos agradecimentos, levou a padroeira o pedido pela saúde do filho que vai nascer. 

Gostou? Compartilhe