Palao vai a leilão público por R$ 2,6 milhões

Com a venda dos bens será possível iniciar o processo quitação das dívidas fiscais, trabalhistas e com fornecedores e bancos.

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Os bens da Palao Industrial, fábrica de cilindros hidráulicos e guindastes de pequeno porte de Passo Fundo, vai a leilão nesta quarta-feira (31), sete meses após decretada a sua falência. Com um patrimônio de massa falida avaliado em cerca de R$ 2.6 milhões, a Justiça realiza o leilão no Fórum de Passo Fundo a partir das 10 horas na sede da Palau. O administrador judicial da massa falida, Rafael Brizola Marques, disse que as dívidas fiscais, com fornecedores e com bancos chegam a R$ 8 milhões. As dívidas trabalhistas ainda estão em apuração. Cerca de 100 ex-funcionários aguardam a quitação dos débitos trabalhistas.

A primeira tentativa será de leiloar todo o lote de imóveis, veículos e móveis, cujo lance mínimo de arrematação é de R$ 2.608.180,00. O pagamento poderá ser realizado 30% no ato e o saldo em cinco parcelas iguais e consecutivas corrigidas pelo índice do IGP-M. Caso não haja comprador, o patrimônio poderá ser leiloado em três lotes. Os imóveis, que foram avaliados em R$ 2.192.400,00, correspondem a cinco pavilhões e um lote industrial cedido pela Prefeitura de Passo Fundo, localizado na Rua James Franco, 147 - Distrito Industrial João Menegaz.

O lote de veículos totaliza cerca de R$ 30 mil, correspondente a uma caminhonete Peugeot 504 D ano/modelo 1995, uma caminhonete Ford Courier 98/98 e uma caminhonete Toyota Hilux 2CDL SRV ano/modelo 2002. O valor definido conforme laudo de avaliação econômica do lote de máquinas e peças totaliza pouco mais de 440 mil reais.

Gostou? Compartilhe