Semana com pouca chance de chuva

Dias seguem abafados com máximas próximas dos 30ºC. Devido a baixa umidade do solo, produtores de soja interrompem o plantio

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A semana deve permanecer com dias abafados e poucas chances de chuva. Conforme dados do observador meteorológico da Embrapa Trigo/Inmet Ivegndonei Sampaio não há condições meteorológicas para a ocorrência de chuvas bem distribuídas e de volume significativo pelo menos até o final de semana. As chances de chuva em áreas isoladas e de pouco volume dependerão da formação de nuvens carregadas nesta semana. A baixa umidade do solo fez os produtores de soja interromper o plantio do grão.

Desde a última semana as temperaturas máximas passam dos 30ºC. O calor deverá dar uma pequena trégua apenas nas manhãs de terça e quarta-feira que iniciam com temperaturas entre 12ºC e 14ºC. As máximas nesses dias ficam entre 24ºC e 26ºC. A partir do feriado, dia 15, as temperaturas voltam a ficar na casa dos 30ºC. A quinta- feira será de céu claro a parcialmente nublado com as temperaturas oscilando entre 14ºC e 30ºC. Na sexta-feira e no sábado as temperaturas máximas ficam entre 30ºC e 32ºC.

Chuva

Sampaio destaca que até o final de semana não há indicativos de condições meteorológicas que tragam chuvas em quantidade significativa e bem distribuídas. De acordo com ele, os prognósticos indicam que novembro deverá ser um mês dentro da média de chuvas esperada. No entanto nos 12 primeiros dias não foram registradas precipitações. “Como a primavera é uma estação imprevisível, ainda pode chover em quantidades significativas”, pondera.

Na terça e na quarta-feira os dias parcialmente nublados a nublados podem favorecer a formação de nuvens carregadas e ocasionar chuvas em áreas isoladas. No entanto, se isso ocorrer, o volume não deverá ser significativo. “Poderá ocorrer precipitações em pequenas áreas e de rápida passagem”, reforça Sampaio.

Plantio de soja

O plantio da soja em Passo Fundo foi interrompido pelos agricultores em função da baixa umidade do solo. De acordo com Ademir Trombetta, da Emater Municipal, a área estimada de 30 mil hectares a ser cultivada com o grão está entre 50% e 60% plantada. “Os produtores estão esperando a umidade do solo melhorar para poderem continuar o plantio. Por enquanto não há danos ou prejuízos”, observa Trombetta. Segundo ele, a soja que foi plantada até agora ainda não germinou. Ela deve iniciar o ciclo assim que a umidade do solo aumentar. Na região de Passo Fundo, o mês de novembro é considerado o melhor período para o plantio da soja.

Gostou? Compartilhe