OPINIÃO

Fontes em Off

Por
· 3 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?


Passagem I
O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) atualizou a tabela de preços das passagens do transporte intermunicipal nas linhas da modalidade comum. A partir de segunda-feira (13), os usuários que pegam ônibus em paradas ao longo do percurso entre as estações rodoviárias estarão isentos da tarifa de embarque. A medida, que gerará uma redução de 11% no preço pago por esses passageiros, atende a uma medida cautelar do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS).

Passagem II
O diretor de Transportes Rodoviários da autarquia, Lauro Hagemann, destaca que quem utiliza a rodoviária na modalidade comum segue pagando o valor da tabela vigente. “Também é importante destacar que a medida é cautelar, portanto, não podemos garantir que essa redução permaneça definitivamente”, esclarece.

Dinheiro extra I
Cerca de 48,1 milhões de trabalhadores no mercado formal devem receber o 13º salário até o dia 20 de dezembro. O volume representa 57,8% dos 83,3 milhões de brasileiros que serão beneficiados pelo pagamento extra. O calendário da gratificação natalina é fixado pela Lei 4.749/1965, e determina que haja parcelamento em duas vezes do pagamento e que a primeira parcela seja quitada de 1º de fevereiro até o dia 30 de novembro, enquanto a segunda, até o dia 20 de dezembro.
Dinheiro extra II
Esses trabalhadores juntos vão injetar na economia brasileira aproximadamente R$ 132,7 bilhões, 66,2% dos R$ 200 bilhões previstos pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) incluindo os aposentados e pensionistas da Previdência Social (INSS), que representam 34,1 milhões, ou 40,9% do total. E os cerca de 1,1 milhão de pessoas (ou 1,3% do total) aposentadas e beneficiárias de pensão da União (Regime Próprio). O volume representa aproximadamente 3,2% do Produto Interno Bruto (PIB) do país. O Dieese estima ainda que essa a renda adicional recebida pelos beneficiados fica em média em R$ 2.251.

Dinheiro extra III
Tem direito à gratificação natalina todo trabalhador com carteira assinada: trabalhadores domésticos, rurais, urbanos ou avulsos. A partir de 15 dias de serviço, o trabalhador já passa ter direito a receber o 13º salário. Também recebem a gratificação os aposentados e pensionistas do INSS. O pagamento da primeira parcela pode ocorrer também, a pedido do trabalhador, por ocasião de suas férias, mas, neste caso, ele deve solicitar por escrito ao empregador até o mês de janeiro do respectivo ano.

Colheita trigo I
De acordo com o Informativo Conjuntural divulgado pela Emater/RS-Ascar na quinta-feira (09/11), a cultura do trigo já tem 78% das lavouras colhidas no Rio Grande do Sul. Outras 20% estão em fase de maturação e 2% em enchimento de grãos. A produtividade média, até o momento, está entre 2.000 kg/ha e 2.400 kg/ha, dependendo da região. Em termos de qualidade, mantém-se a tendência apresentada desde o início da colheita, que vai de regular a ruim, situando-se na sua grande maioria no tipo 2 (abaixo de pH 78).
Colheita trigo II
Os preços vêm sendo praticados em média a R$ 29,83, variando entre R$ 28,00 e R$ 31,00 para a bolsa de 60 quilos. A Emater/RS-Ascar destaca que as primeiras lavouras semeadas com a oleaginosa já apresentam boa emergência, com plantas viçosas, folhas largas e coloração verde intensa, denotando que estão sendo formadas com um bom nível de tecnologia. O preço teve reação de alta em função da subida do dólar e foi para R$ 63,12 a saca de 60 quilos.

 

Febre aftosa I

Novembro é o mês da segunda etapa da vacinação contra a febre aftosa no Rio Grande do Sul. A vacinação vai até 30 de novembro. Neste período, deverão ser imunizados cinco milhões de bovinos e bubalinos, de zero a 24 meses de idade, em todo o Estado. A meta da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi) é chegar a uma cobertura vacinal superior a 90%. A primeira etapa, em maio, teve cobertura vacinal de 98,92% do rebanho.

Febre aftosa II
Segundo o diretor de Defesa Agropecuária da Seapi, Antônio Carlos Ferreira Neto, os produtores devem adquirir em casas agropecuárias credenciadas à comercialização, as doses necessárias para a vacinação contra a febre aftosa. “Após a aplicação da vacina, todos os produtores deverão comprovar a vacinação por meio da apresentação da nota fiscal de compra e declaração da quantidade de animais vacinados, por categoria, nas Inspetorias de Defesa Agropecuária”, destacou. O prazo máximo para a comprovação é de cinco dias úteis após o término da etapa. Por trabalhar com a assistência técnica aos pecuaristas familiares gaúchos, a Emater/RS-Ascar está contribuindo com o Ministério da Agricultura na divulgação e orientação dos produtores. “Precisamos convocar todos a ajudar a erradicar essa doença no Brasil”, destacou o diretor técnico da Emater/RS, Lino Moura.

Esporte pela vida
A Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da Brigada Militar de Passo Fundo (ASSTBM) e o 3º Regimento de Polícia Montada (RPMon) promovem uma prova esportiva que inclui caminhada, rústica e passeio ciclístico. O evento tem o objetivo de auxiliar o soldado Felipe Portela Mello, que sofreu um acidente de trânsito e está tetraplégico. As atividades ocorrerão na quarta-feira (15), às 9h30 na sede da ASSTBM. A inscrição custa R$ 20, mas quem tiver interesse pode doar um valor maior. O pagamento pode ser efetuado por meio de depósito no Banco Banrisul (041), agência 0310, conta corrente 39.1407450-7, em nome de Pricila Hansen (CPF: 014.251.640-64).

Gostou? Compartilhe