OPINIÃO

531

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

531 noites de plantão no São Vicente desde 2007 que, além da prestação dos serviços profissionais permitem ao signatário o necessário espaço de tempo para ler, ouvir, escrever e matutar sobre a vida e o sentido das coisas, se é que existe um. Há quase dois meses iniciei um voluntário periodo sabático em razão de falecimentos de pessoas próximas e queridas como Dr Osmar Teixeira, homem vigoroso, brilhante, inteligente, culto e altamente qualificado, o que desperta em muitos ora admiração, ora ódio. Também partiu Dr Moacir Fauth deixando um milhão de histórias e benefícios a seus inúmeros pacientes. A vida empareda e a gente, às vezes, cansa e vem o cansaço, vem o desânimo e fuga de ideias. Daí perde-se o viço e, puxa, há tanta gente publicando em jornais e revistas que há o que não se diga.
Vejam, por exemplo, que as eleições presidenciais estão logo ali e quando olhamos para os que se apresentam dá vontade de chorar. Queria que Cristóvão Buarque encarasse e provavelmente seria bem votado. Lula diz que volta (hora de se benzer), Ciro é destemperado e Bolsonaro é um case. Interessante observar que ele é um alter-ego de muitos de nós com a diferença que ele exterioriza o que muitos entendem como correto. Bolsonaro fala, muitos pensam igual mas, não parecem  discordar. Afinal, estamos vivendo a época do politicamente correto, nada pode ser falado sem o patrulhamento, nada de contar piada de portugueses, argentinos, japoneses, alemães; nada de piada de gordos, homossexuais, pretos, anões, gagos, fanhos, carecas,; nada de piadas de cornos, de presidiários, de nordestinos, de colorados na segunda divisão ou de cantores do sertanejo universitário. Melhor contar histórias bíblicas dentro, é claro, do politicamente correto. E essa é a pior merda de quem escreve: se é para escrever em cima do muro, politicamente correto, talvez seja melhor nada escrever.
Madrugada 531 - ouvi Que C'est Triste Venise, escrita por Aznavour quando o romance entre ele e Amália Rodrigues acabou. Qualquer cidade fica triste, mesmo Veneza, quando um grande amor finda. Na sequência veio O Anônimo Veneziano e Smoke Gets In Your Eyes falando que o sujeito que  ama fica assim, não enxergando direito. Eu não sei se você é como eu, eu não sei se você percebeu mas, quando éramos jovens entregávamos nossos corações para as garotas e agora entregamos para os cardiologistas.
Enfim, também percebi, nesse periodo sabático, que não era o tempo antigo melhor que o atual. Percebi que a gente era melhor do que se é. éramos puros, sem cicatrizes e cheios de esperança e agora somos o oposto. O saudosismo parece ser a busca do melhor de nós e o melhor estava, provavelmente, em outra época.

Gostou? Compartilhe