Alunos preparam encerramento do projeto

Espetáculo conclui quarto ano de atividades promovidas pelo Instituto Roberto Pirovano Zanatta, em parceria com a Prefeitura de Passo Fundo

Por
· 1 min de leitura
Ensaio geral do espetáculo prepara alunos das Oficinas no Quiosque para apresentação do dia 13 de dezembroEnsaio geral do espetáculo prepara alunos das Oficinas no Quiosque para apresentação do dia 13 de dezembro
Ensaio geral do espetáculo prepara alunos das Oficinas no Quiosque para apresentação do dia 13 de dezembro
Você prefere ouvir essa matéria?

Um público de mais de mil pessoas é esperado para o espetáculo de final de ano do projeto Sábado é Dia de Oficina no Quiosque, realizado pelo Instituto Roberto Pirovano Zanatta, em parceria com a Prefeitura de Passo Fundo. Com o título: “Brasil, Letras e Músicas: a formação identitária do Brasil, através da literatura e da música”, a apresentação encerra o quarto ano do projeto, no dia 13 de dezembro, a partir das 19h30, no Centro de Eventos do Colégio Notre Dame. “Este é um momento extremamente especial para nossos alunos, seus pais, professores, ou seja, todos os envolvidos neste trabalho. Demonstrando o aprendizado conquistado nas aulas, as crianças fazem um verdadeiro show, com música, dança, canto e interpretação. Desta forma, temos a certeza que nossos objetivos de promoção da leitura, literatura e cultura estão sendo conquistados”, afirma a coordenadora do Instituto, Raquel Pirovano.

Ao longo de 2017, mais de 200 crianças participaram de oito diferentes oficinas artísticas e culturais gratuitas, realizadas aos sábados, no Quiosque de Leitura Roberto Pirovano Zanatta, localizado na Praça Antonino Xavier e Oliveira. Destas, 120 estão no elenco. “Além da questão cultural desenvolvida, é muito bom realizar este trabalho com o foco específico no tema da construção do povo brasileiro, através da literatura, especialmente em um ano em que foi realizada mais uma edição da Jornada Nacional de Literatura”, destaca a diretora do Núcleo do Livro, Leitura e Literatura, da Secretaria Municipal de Educação, Suzana Einloft.

Disciplina e novos conhecimentos são alguns dos benefícios apontados pelos pais dos alunos que frequentam as oficinas. “As aulas são gratuitas e têm grande qualidade. Incentivam minha filha com responsabilidades como o cumprimento de horários, por exemplo. Ela gosta muito do aprendizado”, conta Nelci de Fátima dos Santos, mãe da Laura Talhano Xaves, de 12 anos, que participa da Oficina de Canto Coral e Violão.

“Desde que minha filha iniciou as aulas, percebi um grande desenvolvimento. Ela encara a apresentação de final de ano com grande responsabilidade. Mais pais deveriam procurar este tipo de atividade para seus filhos, pois é valioso para todos, ajuda a preparar para a vida”, declarou Luciana Porto Gomes, mãe de Fernanda Lago, de 16 anos, integrante da Oficina Musicando.

Em 2017, foram oferecidas, gratuitamente, as oficinas de Xadrez, Canto Coral (nas modalidades Musicando e Cirandar), Produção Textual, Inglês Musical, Teatro, Movimento e Ritmo e Violão. Para 2018, novos cursos estão programados. Para a apresentação do dia 13 de dezembro, a entrada é um quilo de alimento não perecível.

Gostou? Compartilhe