Um desfile para resgatar o carnaval na cidade

Cinco escolas de samba decidiram participar do evento para mobilizar entidades e preparar edição de 2020

Por
· 3 min de leitura
Já é tradição na família de Eduviges desfilar no carnavalJá é tradição na família de Eduviges desfilar no carnaval
Já é tradição na família de Eduviges desfilar no carnaval
Você prefere ouvir essa matéria?

Na casa do presidente da escola União da Vila os últimos detalhes nas fantasias de carnaval começam a ficar prontas. Isto porque hoje, 6 de abril, acontece o carnaval fora de época, promovida pela Liga Independente das Escolas de Samba de Passo Fundo. Ao todo, cinco escolas se organizaram para poder realizar o desfile. O objetivo é mobilizar a comunidade e atrair possíveis patrocinadores para que a cidade volte a ter seu carnaval de rua em 2020 – o tradicional desfile que acontecia em frente ao Parque da Gare deixou de ser promovido ainda em 2015, quando a Prefeitura anunciou que não destinaria mais recursos públicos para o desenvolvimento dos enredos.

 

Devido a falta de recursos, o carnaval será um evento mais simples. Não terá arquibancadas e nem carros alegóricos na avenida. “No nosso pensamento, se não acontecer agora esse movimento para reativar de novo o carnaval, eu acho que acabaria de vez. Esse ano vai ser um resgate do carnaval raiz, à moda antiga de Passo Fundo, quando as pessoas pegavam as cadeiras e iam para a avenida com o chimarrão”, pontua o presidente da União da Vila, Edson da Rocha Correia. Além disso, o presidente afirma que o evento será o primeiro passo de uma escada para a concretização do carnaval em 2020, e mostrará todo o empenho das escolas e da Liga que estão batalhando para que aconteça o evento.

 

De acordo com a vice-presidente da Liga, Maria da Graça, já foi feito contato com o secretário de Cultura, Henrique Fonseca, que se dispôs a ajudar nas atividades realizadas durante este ano para que aconteça o carnaval em 2020. “O município é centenário no carnaval, e quem idealizou neste ano foi o Felipe Machado, presidente da escola Acadêmicos do Chalaça então, as outras escolas aderiram ao movimento e apresentaram apoio. Esperamos que façamos um grande carnaval.”, disse. Para o evento de hoje, a Prefeitura deu apoio com a sonorização e com o palco. As orientações da vice-presidente é que mesmo com chuva o carnaval vai ocorrer.

 

Carnaval em gerações
Grande parte da família de Eduviges Soster, sogra do presidente da escola União da Vila, estará na avenida hoje à noite. O amor pelo carnaval veio dos pais. “Eu me criei aqui, meu pai e minha mãe eram do tempo do Visconde. Eles faziam as fantasias tudo em casa e eu sempre ajudei a montar os carros alegóricos aqui na frente da rua. Eu continuei com meus filhos fazendo a mesma coisa, e agora tem meus netos e meu bisneto. A função é o carnaval.”

 

Para a família, depois das festas de fim de ano o pensamento se volta para o desfile. “As crianças vão ensaiar, desde pequenininhos, um sai na bateria, outro na ala e assim nós nos envolvemos nisso nesse período. É porque gostamos. Carnaval também é de família, temos que valorizar. É uma tradição.” Cerca de 30 pessoas só da família de Eduviges devem estar na avenida com as fantasias arrumadas e reutilizadas dos anos anteriores.

 

Além disso, para que o carnaval aconteça, o apoio da comunidade é fundamental. “Muitos acham que nós somos a minoria, mas há bastante pessoas que gostam do carnaval em Passo Fundo. Que estes possam ir para a avenida amanhã apoiar nós, porque não adianta nada as escolas irem sozinhas. Apoio de toda comunidade que gosta do carnaval, que tem esperança. Não tem competição, uma escola ajuda a outra. Somos uma família. É o que sempre gostamos”, finaliza o presidente.

 

 Ordem do Desfile

Por meio de sorteio, a ordem de desfile ficou definida para que a abertura seja feita pela Corte, seguida da apresentação da Associação Passo-fundense de Cegos, Acadêmicos do Chalaça, União da Vila, Pandeiro de Prata, Academia de Samba Cohab I e, por último, Bom Sucesso.

 

Desfile

A apresentação acontece em três quadras da Avenida Brasil, no bairro Boqueirão, entre as ruas Castanho da Rocha e Diogo Oliveira, nas proximidades na praça do Boqueirão Legal. O desfile tem início às 19h e deve ocorrer até às 23h. Cada escola tem cerca de 40 minutos para desfilar.

Atenção motorista

A Secretaria de Segurança Pública informa que o trânsito na avenida Brasil, Boqueirão, sofrerá alterações no período entre as 18h30 e 23h30 deste sábado, 6 de abril. Em virtude do desfile de carnaval que está programado para esta data, a avenida Brasil ficará bloqueada no sentido centro-Boqueirão no trecho entre as ruas Castanho da Rocha e Diogo de Oliveira.

 

A rota alternativa sugerida é a conversão à direta na rua Castanho da Rocha, logo após conversão à esquerda na rua Uruguai, posteriormente ingressando nas ruas Luiz Feroldi e Livramento para na sequência retornar à avenida Brasil. A previsão é de que o evento se encerre às 23h30. Durante o período de bloqueio, a Secretaria de Segurança Pública pede atenção redobrada dos motoristas. Além disso, agentes de trânsito estarão monitorando o local.

 

Gostou? Compartilhe