OPINIÃO

Arnold Schwarzenegger

Por
· 3 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Uma das tantas vezes que fui buscar auxílio ao amigo Valmor Valendorf teve uma situação inesperada. Ele era zelador do cemitério e precisávamos orientação para o sepultamento. Os meus conhecidos aflitos, tristes e nervosos pela falta de alvará e uma discordância do local.


Eu disse daqui a pouco chega o zelador, ele vai resolver isto.


Valmor chegou com a moto toda estilosa, roupa preta, botas e jaqueta de couro preta e seu óculos de sol. Estacionou, ajeitou a jaqueta e desceu.


Eu quando lhe avistei disse: “tá aí o homem que vai nos ajudar”. A filha do falecido, num misto de tristeza, nervosismo e sarcasmo falou “Meu Deus estamos na mão do Arnold Schwarzenegger”. Valmor chegou, ouviu e como sempre resolveu. Amigo, um forte abraço e daqui vários anos haveremos de nos ver e contar nossos causos.

 

Júlio Rosa
Na semana que passou completou seis anos do falecimento do meu amigo Júlio Rosa, pai e avô de grandes amigos, desta família que admiro e respeito. Eu poderia aqui contar inúmeras deste meu amigo, mas vou contar uma passagem na Rádio Uirapuru que foi sensacional.

 

Júlio Rosa II
Queríamos dois quebra-molas na RS 324, para evitarmos os acidentes e mortes no acesso da Vila Xangrilá. Junto com companheiros fechamos a rodovia e deitamos no asfalto. Vieram imprensa, DAER, polícia e curiosos. Eu disse que só aceitaria negociar se o Júlio garantisse a construção dos dois quebra-molas. Júlio que tinha uma paciência com meus assuntos, ouvia, dava aquelas gargalhadas gostosas e dizia “Saulzinho pare homem, que você vai ter um infarto”.

 

Júlio Rosa III
Júlio não foi ao local, mas na rádio disse que confiava no DAER e que eu levantasse do asfalto e fosse trabalhar. Deu uma enorme gargalhada e disse “Esse Saul dá um trabalho, deve estar com as costas em lascas”. Júlio, quero te dizer o que disse para você em vida, meu muito obrigado pela tua amizade e apoio na minha vida comunitária.

 

Hemopasso
O nosso Hemopasso atende 147 municípios e 46 hospitais, sendo que hoje apenas está aberto pela consciência do Prefeito Luciano Azevedo, de Passo Fundo. Queria saber o porque os outros Prefeitos não se mobilizam para também viabilizar as doações de sangue, uma vez que o Estado que deveria manter não o faz e se facilitar fecha.

 

Hemopasso II
Hoje temos capacidade para 80 doadores por dia e recebemos 50 doações, sendo que desta apenas dez são de Passo Fundo. Não tem sido raro buscarmos sangue em outras regiões e contarmos com a boa vontade de outros municípios de outras regiões. Precisamos além de organizar a manutenção financeira do Hemopasso, organizarmos campanhas permanentes de doadores.

 

Saúde
Outra questão importante é com certeza o financiamento da saúde no município. A União congelou os investimentos por duas décadas na gestão Temer e o Estado ainda deve verbas para Passo Fundo do custeio que não são de responsabilidade do município.

 

Saúde II
Vejo críticas quanto ao Hospital Municipal e críticas duras quanto a gestão daquela autarquia. Queria apenas destacar que, a falta de médicos e estrutura é antiga, mas diferente de outros momentos, agora o Hospital tem alvará sanitário, pois em 2013 foi entregue sem ao menos autorização de funcionamento.

 

Saúde III
Outra questão importante é que hoje temos R$ 8 milhões de investimentos no Hospital e em franco andamento. Temos sim que criticar e buscar soluções, mas não existe inércia da atual gestão municipal no que se referem a atitudes de investimento em estrutura e até mesmo preparando o Hospital para receber profissionais formados.

 

Médicos
Espero que seja resolvida esta questão, mas com certeza se fosse fácil já estaríamos sem estes problemas aqui em Passo Fundo e tantos outros municípios do Brasil. Quanto às minhas críticas em atitudes de gestores, mantenho, pois sei muito bem do que falo e sei também que uma pitada de boa vontade, humildade e diálogo resolve muitas coisas.

 

Vésperas de eleição
Sempre foi e sempre será assim, em épocas de eleição o pessoal resgata pautas e faz discursos. Passa o pleito guardam as pautas nas gavetas e o povo fica esperando como se pudessem esperar.

 

Crescimento
Eu fico boquiaberto de ver pessoas indignadas com a notícia que se Passo Fundo poderá ser a 5ª economia no Estado. Quem diz isto é o IBGE e os números. Conquistas de todos nós e com certeza da Administração Municipal, na gestão do Luciano Azevedo e Airton Dipp. O próprio Luciano admite isto em suas falas, mas desconhecer que temos hoje uma crise econômica que não tínhamos há dez anos atrás é simplesmente não olhar as realidades com olhos de imparcialidade. O pulso firme do Prefeito Luciano fez e faz com que a cidade continue a crescer, mesmo em épocas de crise. No primeiro trimestre deste ano a receita caiu R$ 12 milhões e isto ocorreu em todo o Brasil, mas aqui diferente de outras cidades seguimos com a união do gestor, empresários e trabalhadores. Graças a Deus tem mais gente querendo que Passo Fundo vença do que os pessimistas que torcem para tudo dar errado.

Gostou? Compartilhe