Profissionais da saúde debatem Implantação do Guia Pré-Natal

Além de debater a implantação do Guia Pré-Natal, os profissionais puderam trocar experiências e aprimorar conhecimentos com o objetivo de reduzir a morbimortalidade materno-infantil, e acolher precocemente as gestantes

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A Política de Atenção Integral à Saúde da Mulher da 6ª Coordenadoria Regional de Saúde (6ª CRS), com sede em Passo Fundo, dedicou o mês de abril para trabalhar a implantação do Guia Pré-Natal na Atenção Básica. Para tanto, organizou quatro encontros (um em cada região de saúde), onde participaram 359 profissionais vindos dos 62 municípios que compõem a Regional, entre eles enfermeiros, médicos, psicólogos, nutricionistas, assistentes sociais, odontólogos, técnicos de nível médio, bem como estudantes universitários e residentes.

 

Além de debater a implantação do Guia Pré-Natal, os profissionais puderam trocar experiências e aprimorar conhecimentos com o objetivo de reduzir a morbimortalidade materno-infantil, e acolher precocemente as gestantes. Segundo Jusceli Seidler, coordenadora da Política de Atenção Integral à Saúde da Mulher da 6ª CRS, essas são ações que visam a garantir a segurança e o bem-estar materno-paterno-infantil, o que contribui para o fortalecimento do vínculo com a equipe de saúde.

 

“Desta atividade surgiram outras demandas e agora devemos trabalhar seus desdobramentos”, disse Jusceli. O Guia foi distribuído para todas as equipes pré-natalistas da regional, com a expectativa de qualificação e humanização da assistência pré-natal.

Gostou? Compartilhe