Paróquia pede moderação no uso de buzinas

Procissão realizada anualmente é conhecida especialmente pelo ?EURoebuzinaço?EUR? dos motoristas

Por
· 3 min de leitura
A Festa de São Cristóvão é uma das mais tradicionais do municípioA Festa de São Cristóvão é uma das mais tradicionais do município
A Festa de São Cristóvão é uma das mais tradicionais do município
Você prefere ouvir essa matéria?

A tradicional Festa de São Cristóvão acontece na manhã deste domingo (28) com expectativa de adesão de cinco mil fiéis. Promovida anualmente com o intuito de abençoar motoristas e agricultores da região, a procissão de veículos é conhecida há anos pelo seu “buzinaço”, momento em que motoristas acionam suas buzinas pedindo a bênção de São Cristóvão. O ato tende a ser motivo de polêmica em Passo Fundo e já foi, até mesmo, tema de audiência do Ministério Público no ano de 2016. O motivo é a reclamação de moradores da região central do município, que se sentem incomodados com o barulho. Neste ano, para evitar desentendimentos, o responsável pela Paróquia São Cristóvão, padre Vanderlei Bervian, conta que tem instruído os participantes a evitarem a poluição sonora.


De acordo com o padre, a intenção de tal orientação é tornar a festa agradável para todos. “Não queremos polarizar esse evento. Não é um grupo contra o outro. Nós queremos que os motoristas e todos que participam possam fazer isso sem, contudo, perturbar a ordem pública. Eu sei que domingo é um dia de repouso e as pessoas têm o direito de querer descansar. Então, o que orientamos os nossos motoristas é que façam uma procissão bonita, de devoção e reza, sem perturbar o silêncio, sobretudo na área central, onde as pessoas não são tão envolvidas com essa festividade. A gente sugere que eles deixem para buzinar quando estiverem chegando ao bairro São Cristóvão, porque lá as pessoas já nasceram com essa cultura e esse envolvimento com a procissão”. Outra recomendação feita pela paróquia é que os caminhoneiros usem as buzinas convencionais dos veículos e não as buzinas de ar, que têm sonoridade mais acentuada.

 

Os cuidados para que o evento seja promovido de maneira mutuamente respeitosa são ainda mais especiais neste ano. É que, além da festividade dedicada ao São Cristóvão, a data marca também os 50 anos da Paróquia. “É uma tradição importante para a comunidade. O São Cristóvão é, tradicionalmente, conhecido como aquele homem que carrega Jesus. A palavra Cristóvão, inclusive, quer dizer ‘aquele que carrega, transporta Cristo’. Por isso, a tradição foi assimilando ele como padroeiro dos motoristas –aqueles que transportam. Será uma festa muito bonita, como em todos os anos, porque é um momento de espiritualidade e religiosidade, mas neste ano é ainda mais especial por ser o jubileu de ouro da Paróquia”, explica.

 

Programação

Para celebrar os marcos, a programação inclui, além da tradicional procissão, um tríduo preparatório. São três noites de missa na Paróquia São Cristóvão, sempre às 19h30min, antecedendo a festividade do domingo, como forma de preparação espiritual. Nesta quarta-feira, a missa será presidida pelo padreLuisSignor e animada pelos jovensdo Curso de Liderança Juvenil (CLJ), com o tema “Com São Cristóvão assumimos o compromisso cristão para o futuro”. Na quinta, é a vez do padre Geraldo Collet celebrar a missa com otema “Com São Cristóvão formamos uma família missionária”. Por último, na sexta-feira, quem precede a noite é o padre Darci Treviso, acompanhado de animação do Acampamento, com o tema “Com São Cristóvão somos gratos pela história de colonos e motoristas”.

 

No domingo, a tão aguardada procissão tem início às 7h30min, no Boqueirão, conduzindo a imagem do santo padroeiro até a igreja, onde ela deve chegar por volta das 8h30min. A missa acontece às 10h, mas a bênção dos veículos permanece enquanto houverem motoristas participando. “No ano passado, acabou por volta das 13h30. Enquanto tiver carros e caminhões, nós continuaremos abençoando eles”, garante o padre. Além da bênção, os motoristas receberão também kits com adesivos, água benta e uma toalha com o emblema de São Cristóvão. Os brindes são confeccionados pelos próprios devotos que ajudam na igreja e viabilizado por empresas patrocinadoras.

Também no domingo, haverá no local, ainda, acomercialização de espetos de churrasco. Os ingressos para o almoço custam R$ 65 e podem ser adquiridos, desde já, na igreja. Os fieis poderão escolher entre levar o alimento para casa ou consumir no salão da Paróquia, ao meio-dia. À tarde, a comunidade é convidada a participar de uma reunião dançante com entrada gratuita.

 

Gostou? Compartilhe