OPINIÃO

Fatos 27.09.2019

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

O primeiro passo

A Acisa deu um passo importantíssimo ontem à tarde ao reunir lideranças políticas e iniciar o processo de unificação de forças para criar um planejamento de desenvolvimento regional 2020-2040.  Passo reconhecido pelo público representativo que dedicou mais de duas horas do seu tempo, numa tarde de quinta-feira, para ouvir o que agentes políticos pensam sobre o assunto. E a surpresa foi altamente positiva. Podemos afirmar que estamos muito bem representados na Assembleia Legislativa. As ações dos deputados Sérgio Turra, PP, Gilberto Capoani e Vilmar Zanchin, MDB e Dirceu Francisconi, PTB falam por si só. Todos, sem exceção demonstraram comprometimento com as demandas regionais, reconhecem Passo Fundo como a cidade pólo e a importância da interrelação com as demais cidades da região. Uma depende da outra. “Ninguém é uma ilha. Dependemos uns dos outros”, foi o pensamento unânime do debate.

Sugestões

Do encontro foram anotadas sugestões como a criação de um consórcio regional, ideia apresentada pelo deputado Zanchin; a elaboração de um planejamento estratégico regional, aproveitando experiências positivas como a do município de Erechim, segundo apontou Capoani; organizar a região para defender o pacto federativo, desenvolver projetos no âmbito municipal para incentivar o empreendedorismo replicando no âmbito local a lei da liberdade econômica, conforme sugeriu Turra; e defender um projeto regional de acesso a comunicação, especialmente a Internet para o meio rural, como propôs o deputado Francisconi.

Logística

Também participaram do Fórum, o vice-prefeito de Passo Fundo, João Pedro Nunes, MDB, o vice-prefeito de Carazinho Fernando Sant’ Anna e o prefeito de Nova Alvorada, município de pouco mais de 3 mil habitantes, próximo a Marau, Luciano Maronezi. Os chefes do Executivo destacaram a necessidade de focar esforços na modal rodoviário, responsável pelo escoamento das safras e motor da economia da maior para dos municípios desta região.

A união faz a diferença

Não há dúvidas de que a união faz a diferença e ela pode acontecer mesmo com posicionamentos divergentes. Mas deve acontecer a partir do diálogo para se chegar a um denominador comum. A duplicação da ERS 324 é um exemplo de que há opiniões diferentes em relação ao modelo apresentado: Sérgio Turra e Vilmar Zanchin, divergem, mas estão dispostos a debater o tema com a região.

Agenda

Ao encerrar o evento, o presidente da Acisa Evandro Silva, relatou a experiência que a entidade teve na região de Maraingá – PR, que se organizou regionalmente criando dois projetos de desenvolvimento. Ele reafirmou uma agenda que contempla outros eventos dentro da linha da organização regional para planejar o desenvolvimento integrado e sustentável.  

Ausência

O deputado Mateus Wesp, PSDB, justificou ausência porque participou no final da manhã da reunião da Comissão de Finanças da Assembleia e foi escolhido relator da Lei Orçamentária. Ele já relatou o Plano Plurianual, e Lei de Diretrizes Orçamentárias e agora o orçamento. Não conseguiu deixar Porto Alegre em tempo de chegar no evento da Acisa, que começou 14h.

Encrespou

Para quem achou que o negócio era brincadeira, a Prefeitura de Passo Fundo deve responsabilizar os vereadores que utilizaram informações falsas para propor uma CPI da Codepas. Nos próximos dias, o Município irá protocolar pedido para que o Legislativo esclareça a origem dos dados utilizados pelos parlamentares que assinaram o pedido de CPI. A partir das informações, deve ser aberto processo na Comissão de Ética da Câmara, junto ao Ministério Público, com possível pedido de cassação dos mandatos. Os vereadores que assinaram o pedido baseado em informações falsas correm o risco de perder o mandato. Luiz Miguel Scheis (PDT), Eloí Costa (MDB), Renato Tiecher (PSL), Gleison Consalter (PSB), Márcio Patussi (PDT) e Claudio Rufa (PP) terão que dar explicação oficial sobre a origem das informações.

 

 

Gostou? Compartilhe