OPINIÃO

Fatos 30.10.2019

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Chutou o balde

Afastado há meses do governo, o advogado Gustavo Bebianno, ex-secretário geral de governo, levanta a possibilidade de que o presidente Jair Bolsonaro possa articular um golpe de estado. Bebianno anuncia que vai se filiar ao PSDB, que fará campanha para João Dória à presidência da República em 2022 e traça um futuro nada auspicioso para o presidente Bolsonaro, de quem se transformou desafeto. Na entrevista que deu ao Portal Congresso em Foco disse que Bolsonaro “deixou o poder subir à cabeça, abandonou suas promessas de campanha para proteger e favorecer os filhos, cercou-se de “loucos” e faz uma gestão marcada pelo autoritarismo, pelo “desarranjo mental”, pela irresponsabilidade e pelo “desgoverno”. Bebianno também disse acreditar que “o desfecho da passagem de Bolsonaro pelo Palácio do Planalto será mais uma página triste da história política brasileira: ou ele renunciará, ou sofrerá impeachment ou, na hipótese mais grave, tentará uma ruptura institucional, um golpe de Estado”. Vale a leitura no link https://bit.ly/2ooPzfA

Decisão ratificada

A executiva do PTB municipal ratificou na última reunião o compromisso com a gestão do prefeito Luciano Azevedo e o esforço na formação de uma nominata de candidatos a vereador com potencial eleitoral. Para tanto, o PTB intensifica sua campanha de filiações. Segundo a executiva, está descartada qualquer possibilidade de acerto com partidos de fora da atual base, como o PDT. Também reafirma o nome de Giovani Corralo como alternativa para compor uma chapa majoritária, a partir da construção interna da aliança existente. O PTB vai organizar uma agenda de encontros com os partidos da base para que seus dirigentes exponham suas ideias nas próximas reuniões. O primeiro convite será formalizado ao PSB, respeitando ordem hierárquica da aliança.

Semelhança

O slogan #segueOpasso, adotado pelo vereador e pré-candidato do PDT a prefeito, Márcio Patussi, é o mesmo que o prefeito de Salvador, ACM Neto, vem usando nas suas redes sociais para divulgar obras e serviços. A diferença é que Patussi acrescenta o PF enquanto que o baiano só utiliza a #segueopasso. Não está definido se este será um slogan de campanha do pedetista.

Nova sede

A Acisa vai começar a atender os associados em novo endereço, dentro de dez dias. O espaço comprado pela entidade fica na Rua Antônio Araújo, edifício Prime Office, 6º andar, próximo a Justiça do Trabalho. A inauguração vai acontecer no fim de novembro. A antiga seda da Acisa, localizada na General Neto, quase em frente ao Forum foi vendida. Com o dinheiro, a diretoria atual pagou dívidas e ainda investiu na compra de um novo espaço. O local, embora descentralizado, é moderno e atenderá a todas as necessidades da entidade, já que o prédio dispõe de local adequado para eventos de pequeno e médio porte é de fácil acesso e estacionamento.  

Detalhamento

Sobre as emendas ao orçamento do município, cujo prazo encerra na sexta-feira, o total disponível aos vereadores é de R$ 7,7 milhões, ou R$ 366 mil para cada um. Do valor  individual, metade, ou R$ 183 mil, deve ser destinado para área da saúde.

Caminho

O deputado estadual Mateus Wesp está aproveitando cada minuto da oportunidade que lhe foi dada como presidente estadual do PSDB. Só no último fim de semana, percorreu sete cidades. Começou por Uruguaiana na sexta-feira e acabou o roteiro em Santa Rosa, no domingo, passando por São Borja, Maçambará e Tucunduva. Como presidente do partido tem percorrido o Rio Grande do Sul de ponta a ponta com vistas à eleição de 2020. Neste caminho vai construindo outro que pode ser a reeleição para deputado estadual ou para federal em 2022.

 

Gostou? Compartilhe