Coleta Seletiva: Três empresas disputam licitação para recolhimento de resíduos

Poder Público Municipal ingressou na fase de análise da documentação

Por
· 1 min de leitura
A Codepas, no entanto, continua a prestar o serviço de recolhimento na área central da cidadeA Codepas, no entanto, continua a prestar o serviço de recolhimento na área central da cidade
A Codepas, no entanto, continua a prestar o serviço de recolhimento na área central da cidade
Você prefere ouvir essa matéria?

Três empresas segmentadas no nicho de recolhimento e transporte de resíduos secos e orgânicos descartados pelos moradores passo-fundenses disputam o processo licitatório aberto pela Prefeitura Municipal para a prestação de serviço público.


O certame dispõe sobre o serviço de recolhimento bairros e transporte do lixo até a Usina de Transbordo, localizada no Bairro São João da Bela Vista. A área central, segundo o secretário municipal de Meio Ambiente, Rubens Astolfi, não está prevista no documento por ser uma zona de abrangência da Companhia de Desenvolvimento de Passo Fundo (Codepas). “O plano de trabalho foi mantido. Então, mesmo com esse novo edital, os horários e dias de coleta estão mantidos”, destacou.


As empresas privadas que se postularam, GT Locações de Veículos e Serviços, de Fortaleza (CE); Onze Construtora e Urbanizadora, com sede em Tramandaí (RS) e a atual prestadora do serviço, Via Norte Coleta e Transporte de Resíduos, de Passo Fundo (RS), enviaram à Central de Licitações e Contratos o detalhamento de preços e a comprovação técnica para executar a demanda. O titular da pasta, no entanto, não soube estimar um tempo mínimo para que a análise das tabelas fosse realizada para autorizar o prosseguimento licitatório. Com o valor mínimo apresentado, conforme determina o regramento das licitações públicas, a perspectiva de custo para o período de duração do contrato, estipulado em um ano, seja de cerca de R$ 5 milhões.

Gostou? Compartilhe