Acisa Passo Fundo completa 100 anos de ações voltadas ao desenvolvimento da classe empresarial

Ao longo do século, a entidade se destacou por participar de conquistas importantes para o município por meio do seu papel de interlocutora entre o setor público e privado

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Na ata de fundação consta que "aos vinte e cinco dias do mês de janeiro de mil novecentos e vinte e um, presentes os comerciantes e industrialistas abaixo assinalados, por convocação do sr. Gustavo Otto, foi resolvido pelos presentes que se elegesse a diretoria da Associação Comercial e que em seguida se tratasse da representação do comércio e indústria deste município na Assembleia das Associações Comerciais do Estado, na cidade de Santa Maria, em dois de fevereiro próximo”.


Vários empresários estiveram presentes na primeira reunião oficial, realizada na sala do Clube União Comercial, e que elegeu a seguinte diretoria: Presidente, Gabriel Bastos; Vice, Gustavo Otto; 1º secretário, Maximiliano Ávila; 2º secretário, Álvaro Azambuja; 1º tesoureiro, Olinto Oliveira; 2º tesoureiro, Archimino Miranda; Comissão de Contas, Luiz Langaro, Otto Bade e Oribe Marques.


Durante o encontro, ainda “foi apresentado pelo sr. Gustavo Otto uma circular da Associação Comercial de Uruguaiana na qual, expondo a situação premente do comércio de nosso Estado, convida o comércio deste município para que se faça presente no congresso comercial que realizará no dia dois de fevereiro entrante, na cidade de Santa Maria, a fim de estudar os meios que possam facilitar o comércio e indústria saírem dos embaraços em que se acham”.


As informações escritas na primeira ata da “Associação Commercial”, como foi chamada inicialmente, confirmam que desde o princípio o compromisso com o desenvolvimento da classe empresarial esteve presente. “Somos muito gratos a todas as pessoas que contribuíram e ajudaram a construir a história da entidade, sejam elas ex-presidentes, diretores ou associados. Cada um tem uma importância única, pois as pautas e demandas foram se adaptando conforme a época, mas a luta e a união dos empresários se fazem presentes até hoje na associação, mesmo cem anos depois de ter sido fundada oficialmente”, pontua o presidente da Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Agronegócio (Acisa) de Passo Fundo, Cássio Roberto Gonçalves, que é o 48º empresário a presidir a entidade.


Linha do Tempo

Durante o primeiro centenário, a associação participou da conquista de diversas melhorias para a cidade e região. Ações como a reivindicação ao Presidente da Província solicitando uma revisão nas tarifas ferroviárias, protestos pelas elevadas taxas de tributos e incidentes sobre as atividades comerciais e industriais já eram realizadas no início das atividades da entidade. A construção de estradas e rodovias, instalação de bancos, Correios, do Senai, Senac e Sebrae no município também estiveram entre os pleitos. A conquista mais recente é o início das obras de ampliação e modernização do aeroporto Lauro Kortz.


O grande marco da história da Acisa foi em março de 1988, com a unificação da Associação Comercial, com o Centro das Indústrias da Região do Planalto (CIRP) e a Câmara da Indústria, Comércio, Serviços e Agropecuária (CICASP) que, juntas, passaram a formar a Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Agropecuária (ACISA). Um tempo depois, o termo agropecuária foi substituído por agronegócio, ficando Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Agronegócio (Acisa) de Passo Fundo.


Em 1975, a entidade adquiriu sede própria no edifício Palácio do Comércio, por onde ficou até 2019, ano em que foi escrito um novo capítulo em sua história: a aquisição de uma nova sede, localizada no edifício Prime Office I, mais ampla, moderna e que atende as necessidades atuais da associação.


“Chegar aos cem anos de história não é para qualquer um. Isso só foi possível graças ao esforço de todos que por aqui passaram e deram as suas contribuições. Estamos muito felizes por fazer parte desta data histórica e seguiremos sempre atuando com nosso papel de entidade articuladora, lutando pelo fortalecimento da classe empresarial e dando ouvidos às necessidades dos empresários. Temos muitas ações projetadas para beneficiar nossos associados e a comunidade”, afirmou o presidente Cássio.


Gostou? Compartilhe