Passo Fundo irá adotar protocolos de bandeira vermelha

A região foi classificada em bandeira preta

Por
· 1 min de leitura
(Foto: Bruna Scheifler/ON)(Foto: Bruna Scheifler/ON)
(Foto: Bruna Scheifler/ON)
Você prefere ouvir essa matéria?

Passo Fundo está em bandeira preta no Modelo de Distanciamento Controlado, conforme o mapa definitivo divulgado hoje (22). O governo manteve o sistema de cogestão regional, assim, Passo Fundo poderá adotar protocolos de vermelha, de acordo com a Prefeitura.

A nota divulgada pelo município ressalta que o momento é caracterizado pelo aumento dos casos ativos e alta taxa de ocupação de leitos hospitalares. "Por isso, é necessário que os cuidados de prevenção à Covid-19 sejam intensificados e cumpridos por todos", afirma o comunicado.

O prefeito Pedro Almeida falou que está satisfeito quanto aos novos protocolos para a educação. Além disso, o município deve criar um novo centro de triagem para ampliar o atendimento para pessoas com suspeita da Covid-19, de acordo com fala do prefeito. A prefeitura também irá buscar novos profissionais de saúde para a linha de frente, com chamamento de editais já abertos. 

"É importante reforçar a colaboração de todos, o entendimento de toda a nossa população, a sensibilidade para esse momento grave que estamos passando”, apelou o mandatário.

Nas próximas horas, o Estado deverá publicar o decreto contendo as restrições que deverão ser adotadas pelos municípios de acordo com as suas classificações.

Mudanças

Aplicando efetivamente a bandeira vermelha, os protocolos se alteram em Passo Fundo, levando em conta também a suspensão das atividades às 20h. Caso não sejam feitas novas alterações no decreto estadual, restaurantes, lancherias e bares podem abrir para o público com 50% trabalhadores e 25% da lotação. Hotéis e similares podem ter de 40% a 60% da lotação, dependendo do Selo Turismo Responsável do Ministério do Turismo. A exceção são estabelecimentos com até 10 habitações que podem ter 60% de lotação.

O comércio de rua e centros comerciais também pode receber o público. A lotação, incluindo trabalhadores e clientes, é de uma pessoa, para cada 6m² de área útil de circulação, respeitando limite do PPCI.

Na bandeira vermelha os cinemas devem fechar, assim como atividades de organizações associativas ligadas à arte e à cultura, feiras e exposições, seminários, eventos infantis, eventos sociais e de entretenimento em buffets, casas de festas, casas de shows, casas noturnas, bares e pubs.

Podem funcionar com 25% de trabalhadores e lotação os serviços de educação física e clubes sociais, esportivos e similares. Missas e serviços religiosos podem ter 30 pessoas ou 20% do público. 

Na indústria os protocolos variam conforme o segmento. Eles podem ser verificados no site do Distanciamento Controlado, assim como para todos os outros setores.

Gostou? Compartilhe