Prefeitura antecipa abertura de Pronto Atendimento não Covid-19 no Hospital Municipal

Previsto para ocorrer apenas na próxima semana, início dos atendimentos na estrutura montada pelo Município foi antecipado para este sábado (06) em razão da alta ocupação nos demais hospitais

Por
· 4 min de leitura
Foto: Divulgação/PMPFFoto: Divulgação/PMPF
Foto: Divulgação/PMPF
Você prefere ouvir essa matéria?

O prefeito de Passo Fundo, Pedro Almeida, anunciou, no final da tarde desta sexta-feira (05), a antecipação da abertura do Pronto Atendimento para pacientes não Covid-19, estruturado pela Prefeitura junto ao Hospital Beneficente Dr. César Santos (HBCS), para este sábado (06), em razão da alta taxa de ocupação de leitos e das emergências dos demais hospitais no município, sobretudo o de Clínicas e o São Vicente de Paulo.

Conforme Pedro, o início dos atendimentos à comunidade estavam previstos para ocorrer apenas na próxima semana, quando os novos profissionais médicos credenciados pelo Município fossem efetivados para atender na rede municipal de saúde. “Mas, a realidade dos números dos hospitais nos fez agir com ainda mais celeridade. A Prefeitura havia assumido o compromisso de adotar ações que contribuíssem para desafogar as emergências dos hospitais, ampliando os atendimentos clínicos e a assistência para pacientes não Covid-19. Estruturamos este espaço junto ao Hospital Municipal e já vamos colocá-lo em operação para evitar uma sobrecarga ainda maior na rede hospitalar”, disse o prefeito aos diretores e coordenadores médicos dos hospitais que participaram de uma reunião com o Executivo.

Na quinta-feira (04), o prefeito e a secretária de Saúde, Cristine Pilati, estiveram no Hospital Municipal vistoriando os ajustes finais da montagem e estruturação da tenda em que irão ocorrer os atendimentos para pacientes não Covid-19. “É importante reforçar que a ampliação do Pronto Atendimento no Municipal é para casos de pacientes que não tenham sintomas de Covid-19. É uma medida tomada para desafogar as demais instituições hospitalares para que elas apliquem seus esforços no enfrentamento à pandemia”, declarou o prefeito, apontando que com esta iniciativa a Prefeitura está dobrando a capacidade de atendimento no HBCS. “Com a estrutura, poderemos chegar a 500 atendimentos diários no Municipal”.


A tenda montada conta com áreas para recepção, triagem, consultas e observação, além de sala de enfermagem. “Vamos ter condições de realizar com toda a qualidade e eficiência os serviços de Pronto Atendimento neste espaço montado junto ao Hospital Municipal”, garantiu a secretária de Saúde, explicando que para viabilizar a antecipação da abertura dos atendimentos, a Secretaria antecipou, em regime de urgência, as escalas de trabalho de alguns profissionais para compor as equipes que atuarão no espaço neste primeiro final de semana. “São medidas que exigem rapidez e esforço coletivo. Agradecemos aos médicos que entenderam a nossa solicitação e tornaram possível este ajuste diante do quadro que vivemos. Seguiremos compondo e reforçando as nossas equipes para que, nos próximos dias, tenhamos toda a estrutura em pleno funcionamento”.

O que dizem os gestores dos hospitais

Durante a reunião, os diretores e profissionais médicos dos hospitais de Clínicas e São Vicente de Paulo relataram a situação enfrentada pelas instituições e destacaram que é necessário reforçar as ações de forma coletiva para garantir que nenhum paciente fique sem atendimento. “A abertura deste Pronto Atendimento junto ao Hospital Municipal para atendimento de pacientes não Covid-19 é importante e demonstra que estamos construindo soluções em parceria e em sintonia com o Município. A comunidade precisa de acesso à saúde e saber que pode procurar assistência no Hospital Municipal vai ajudar a desafogar as emergências hospitalares”, resumiu o superintendente Executivo do HSVP, Ilário De David.


O administrador do Hospital de Clínicas, Luciney Bohrer, defendeu as ações adotadas pela Prefeitura e comentou que todas as iniciativas que contribuam para reduzir a ocupação das emergências hospitalares são positivas. “Estamos todos trabalhando para enfrentar esta situação que tem exigido muito de todos nós”, observou. 

Três unidades de referência para casos sintomáticos de Covid-19

Ainda na quinta-feira (04), além de anunciar a estruturação e ampliação do Pronto Atendimento junto ao Hospital Municipal para o atendimento de casos não Covid-19, o prefeito confirmou que, nos próximos dias, o CAIS Fragomeni, no bairro São Cristóvão, será a terceira unidade de referência para pacientes sintomáticos e casos suspeitos de Covid-19. “Precisamos ter um olhar sensível a este momento. Com o aumento do volume de atendimentos nos Cais Petrópolis e Boqueirão, que são as nossas duas unidades para receber pessoas com suspeita de Covid-19, planejamos a organização de uma terceira, que agilizará a assistência à população. Essa ação é somada à contratação de mais profissionais às demais iniciativas que reforçam toda a rede de saúde”, observou Pedro.

Com a adaptação do Cais Fragomeni para receber somente pessoas com sintomas de Covid-19, demais pacientes poderão buscar auxílio nas unidades dos bairros São Cristóvão II, Ricci, Vila Nova, Planaltina, Bom Jesus e Santo Antônio da Pedreira.

Farmácia Municipal

Ampliando as ações em saúde pública, a Prefeitura de Passo Fundo transformou um contêiner em um espaço adequado para receber as instalações da Farmácia Municipal 24 horas. A estrutura, montada em frente ao Hospital Beneficente Dr. César Santos, fica ao lado da tenda de Pronto Atendimento para pacientes não Covid-19 instalada no local e também estará em funcionamento a partir deste sábado (06).

A Farmácia Municipal funcionará todos os dias, inclusive aos sábados e domingos, para distribuir os medicamentos disponíveis na rede municipal de saúde aos pacientes que forem atendidos no espaço montado na instituição. Conforme a Secretaria, sábados e domingos o horário de funcionamento será 24 horas. “De segunda a sexta-feira, enquanto compomos a equipe completa, a Farmácia funcionará das 7h às 24h”, explicou Cristine.

Reivindicação ao Governo do Estado

Durante a reunião, o prefeito e o vice-prefeito, João Pedro Nunes, reforçaram que entregarão novas reivindicações ao Governo do Estado cobrando um apoio mais efetivo às instituições hospitalares, inclusive com aporte maior de recursos. “Os hospitais em Passo Fundo recebem pacientes de diversas regiões do Estado e precisam de um olhar mais atento do governo estadual. Vamos fazer novas reivindicações para que isso ocorra o mais rápido possível”, declarou o vice-prefeito.

Gostou? Compartilhe