Prefeitura intensifica limpeza do Rio Passo Fundo

Remoção de resíduos será feita, ao longo da semana, nas margens do rio atrás da Prefeitura até a ponte da Avenida Sete de Setembro

Por
· 4 min de leitura
Ação começou na segunda-feira e segue até esta sexta (11) (Foto: Arquivo PMPF)Ação começou na segunda-feira e segue até esta sexta (11) (Foto: Arquivo PMPF)
Ação começou na segunda-feira e segue até esta sexta (11) (Foto: Arquivo PMPF)
Você prefere ouvir essa matéria?

As equipes da Prefeitura de Passo Fundo iniciaram, nessa segunda-feira (7), uma ação de intensificação na limpeza do Rio Passo Fundo. A remoção de resíduos sólidos nas margens do rio iniciou em um ponto logo atrás da prefeitura e deve seguir, ao longo da semana, até a ponte da Avenida Sete de Setembro, exceto em dias de chuva. A atividade integra uma programação municipal alusiva à Semana do Meio Ambiente, que tem como foco a educação ambiental, o descarte correto de resíduos e a conservação dos recursos hídricos.

De acordo com a responsável pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMAM), Gabriela Engers, a limpeza do Rio Passo Fundo é realizada durante todo o ano, mas o reforço especial nesta semana tem como objetivo alertar a população sobre os prejuízos causados ao recurso natural pelo descarte irregular. A secretaria estima que, de 2015 até o momento, tenham sido retiradas somente do Rio Passo Fundo mais de 1,3 mil toneladas de lixo. Os objetos, ainda segundo Engers, são os mais diversos. “Não tem como citar um principal, é bem variável, mas vemos muitos plásticos, móveis, eletrônicos”, cita.

Apesar do volume ainda elevado de lixo descartado de forma irregular nas águas do Rio Passo Fundo, a SMAM tem observado uma redução no montante de resíduos retirado ano a ano. Segundo a pasta, em 2015, foram removidas 315 toneladas de lixo, número que caiu para 242 toneladas em 2017, 58 toneladas em 2018 e 57 toneladas em 2020. Neste ano, até o momento, as equipes de limpeza retiraram pouco mais de 28 toneladas de resíduos nas margens e no leito do rio. “Vemos que essa limpeza tem sido eficaz, justamente pelo volume de resíduos que foram diminuindo ano a ano”, analisa a secretária.

Para Gabriela, não são apenas as ações de limpeza que têm contribuído para a redução do volume encontrado. Ela atribui a melhora progressiva nos números a um conjunto de ações de manutenção do Rio Passo Fundo desenvolvido, permanentemente, pela Secretaria do Meio Ambiente. Entre as medidas, estão atividades de conscientização da população; a disponibilização de caliças às comunidades ribeirinhas para o descarte de resíduos volumosos e entulhos; e a manutenção de quatro barreiras de contenção para a coleta de resíduos sólidos urbanos e outros, lançados irregularmente no recursos hídrico.

Outro ponto importante é a composição dos Pontos de Entrega Voluntária de Resíduos Volumosos, os ecopontos, a fim de garantir destinação adequada dos resíduos. Conforme a secretária, a iniciativa evita que esses materiais sejam lançados na natureza, comprometendo algum ecossistema, e também oportuniza renda às cooperativas de recicladores. “Ao longo deste trabalho, temos observado a gradativa diminuição de resíduos coletados nas barreiras aquáticas e aumentado o volume nas caliças instaladas em pontos estratégicos, demonstrando o efeito positivo dessa ação”, avalia.

 

Patrimônio natural

Ressaltando a importância do rio para a comunidade, a secretária destaca a existência de um projeto para tombamento permanente do curso Rio Passo Fundo. A proposta, apresentada pelo Conselho Municipal do Meio Ambiente à Secretaria de Meio Ambiente, tem o objetivo de garantir que o Rio seja declarado como bem integrante do patrimônio natural e paisagístico do município. A ação, segundo ela, deve facilitar a busca por recursos para a efetivação de novos projetos de revitalização e recuperação do leito e das margens do Rio, além de ampliar os programas de educação e conscientização ambiental acerca de importância da preservação do Rio Passo Fundo.


Atividades da Semana do Meio Ambiente

Além da intensificação na limpeza do Rio Passo Fundo, com o intuito de abordar o trabalho do Município e levar adiante o debate sobre a preservação dos ecossistemas, na Semana do Meio Ambiente, a SMAM promove uma série de outras atividades até esta sexta-feira (11).

No âmbito do descarte adequado de resíduos sólidos, ao longo da semana, no ecoponto municipal, haverá a troca de resíduos recicláveis por uma muda de árvore nativa. Como forma de estimular o destino adequado e a contribuição às cooperativas de reciclagem, serão distribuídas mudas de quaresmeira, ipê roxo e amarelo, guabiju, dentre outras.

Ainda, haverá o fornecimento de adesivos para que a comunidade possa identificar em casa as lixeiras de descarte de recicláveis e orgânicos, com a disponibilização de um material gráfico com informações sobre a importância de os resíduos terem um destino adequado.  Buscando ampliar o número de locais para descarte correto na cidade, a Prefeitura também irá inaugurar um novo ecoponto para descarte de recicláveis. A estrutura será implementada no Paço Municipal e poderá ser utilizada pela população.


Educação

A semana também será marcada por eventos virtuais de cunho educativo, com reflexões sobre as ações voltadas à preservação ambiental. A Secretaria Municipal de Educação e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente desenvolverão diversas atividades para fomentar as discussões sobre esse importante assunto. O primeiro deles, uma atividade recreativa sobre o meio ambiente, aconteceu ainda ontem (7). A programação, transmitida pelo canal de YouTube da SME Passo Fundo, continua nesta terça-feira (8), com uma palestra para o Ensino Fundamental sobre o Meio Ambiente, às 8h30min e às 14h, com a palestrante Franciele Dias Anzolim; na quarta-feira (9), às 16h, as palestra é para os professores e será ministrada pelo geógrafo Glauco Roberto Marins Polita; por último, na sexta-feira (11), às 9h e às 14h, a bióloga Silviani Poma promove uma palestra com o tema “O meio ambiente é a chave!”

Gostou? Compartilhe