LAURO KORTZ - Azul e Gol adiam a retomada dos voos regulares para setembro

Com homologação da pista em fase de trâmite, Aeroporto de Passo Fundo tem previsão de reabertura em 1º de agosto

Por
· 2 min de leitura
Aeronave Laboratório Legacy 500: aferição para homologação da pista (Foto – Divulgação-FAB)Aeronave Laboratório Legacy 500: aferição para homologação da pista (Foto – Divulgação-FAB)
Aeronave Laboratório Legacy 500: aferição para homologação da pista (Foto – Divulgação-FAB)
Você prefere ouvir essa matéria?

Com a ampliação do fechamento do Aeroporto Lauro Kortz até 31 de julho, as duas empresas aéreas que operam em Passo Fundo decidiram protelar a retomada das operações para o mês de setembro. Com a pandemia, o transporte aéreo de passageiros está em fase de recuperação, com a reabertura gradual de várias bases fechadas, dentre as quais Passo Fundo. Azul e Gol, que vendiam passagens para o início de agosto, para evitar possíveis desajustes em suas malhas, agora disponibilizam voos somente a partir de setembro. A Azul tem previsão de retorno ao Lauro Kortz no dia 1º e a Gol no dia 02 de setembro. A Azul fará a ligação com Viracopos, em Campinas-SP, e oferece o trecho a partir de R$ 199,69. A empresa solicitou operações com o Embraer-195, para 118 passageiros. Porém, como a ampliação do PCN (índice que limita peso/impacto operacional) da pista, esporadicamente, também poderá utilizar o E295, novo modelo da Embraer para 136 passageiros. Já a Gol, no voo entre Passo Fundo e Guarulhos, na Grande São Paulo, oferece passagens a partir de R$ 211,73. A empresa continuará operando com o Boeing 737-700 que oferece 138 poltronas.


Trâmites para homologação

Obras concluídas e, agora, falta a homologação da pista. Para isso é necessária uma sequência de trâmites técnicos e legais. Numa primeira etapa, depois das obras de revitalização da pista do Aeroporto Lauro Kortz, no final de junho, o Departamento Aeroportuário do Rio Grande do Sul (DAP/RS) solicitou nova prorrogação no fechamento da pista. “Isso ocorre em decorrência da necessidade de homologar a pista e novos equipamentos”, explicou o diretor do DAP, engenheiro Leandro Taborda. “Com as alterações nas cabeceiras, será necessário ajustar cartas de aproximação e calibrar os PAPIs”, disse em relação ao sistema de luzes que propicia a visualização da rampa ideal de descida. Esse equipamento vindo da Itália teve atraso na entrega e, consequentemente, também atrapalhou o cronograma para a libração da pista. A documentação está em trâmite junto à ANAC, Agência Nacional de Aviação Civil. 


Avião-laboratório

De acordo com Clarice Beffart, administradora do Lauro Kortz, o DECEA – Departamento de Controle do Espaço Aéreo, emitiu em 28 de junho um aviso (NOTAM) prorrogando fechamento do aeroporto de Passo Fundo até 31 de julho. Nesse período, será possível a calibragem em solo e a aferição dos novos PAPIs, produzidos pela OCEM Airfield Technology. Além de ajustes em solo, ainda é necessária a inspeção de uma equipe do Cindacta II, de Curitiba. A aferição será realizada por uma aeronave-laboratório Legacy 500 do GEIV, Grupo Especial de Inspeção de Voo. Aproveitando que a pista está fora de operações, prosseguem serviços de acabamentos como limpeza e colocação de gramas nas laterais. Paralelamente, prosseguem as obras do novo TPS, um amplo terminal para passageiros. A previsão é que em dezembro estejam concluídas todas as obras de melhorias que o projeto contempla. Assim, quando reiniciarem as operações, por alguns meses os usuários utilizarão as antigas instalações do Lauro Kortz, com o aeroporto ainda em estágio de canteiro de obras.

Gostou? Compartilhe