Novos investimentos para a proteção animal são anunciados em Passo Fundo

Seis novas iniciativas foram anunciadas para ajudar protetoras, promover adoções e ampliar o número de castrações

Por
· 2 min de leitura
Os anúncios foram realizados nesta terça-feira (03) (Foto: Diogo Zanatta/Divulgação PMPF)Os anúncios foram realizados nesta terça-feira (03) (Foto: Diogo Zanatta/Divulgação PMPF)
Os anúncios foram realizados nesta terça-feira (03) (Foto: Diogo Zanatta/Divulgação PMPF)
Você prefere ouvir essa matéria?

Novos investimentos para a proteção animal foram anunciados hoje (03) em Passo Fundo. A partir de um pacote de ações, o Município aplicará recursos que visam ajudar protetoras independentes, dar visibilidade a adoções e ampliar o número de castrações pelo É o Bicho. Ao todo, foram anunciadas seis novas iniciativas.

O objetivo é estreitar os esforços conjuntos em prol dos animais, principalmente, os resgatados de abandono e maus-tratos, a partir das políticas públicas. “Temos compromisso com as protetoras, que realizam um trabalho voluntário tão necessário e que transforma vidas. Neste sentido, estamos apresentando ações que atendem a demandas emergentes da causa”, afirmou o prefeito Pedro Almeida, ao lado do vice-prefeito João Pedro Nunes, em evento com autoridades e representantes da causa animal.

Acolhe PET

O Município credenciará protetoras que disponibilizam lar temporário a animais resgatados. Cada protetora poderá trabalhar com cerca de 10 animais ao mês – dependendo do espaço para albergamento –, oferecendo abrigo, conforto e bem-estar, além de fomentar a adoção dos pets albergados.

Para a efetivação do programa, será estabelecido um edital para o credenciamento de protetoras que já realizam o trabalho. Um dos principais critérios é possuir MEI há, pelo menos, um ano, a contar da publicação do documento.

Programa É o Bicho

Para o segundo semestre de 2021, serão destinados ao É o Bicho mais R$ 100 mil. O programa, que viabiliza castrações de cães e gatos resgatados por protetoras independentes ou pertencentes a pessoas de baixa renda, teve o recurso mensal ampliado para R$ 25 mil em 2021. Ainda, foi efetivada uma nova licitação que reduziu o valor pago por procedimento, garantindo mais castrações.

Desde que o É o Bicho foi implementado, em 2013, foram realizadas cerca de 6 mil castrações, evitando, assim, o nascimento de novos animais e, consequentemente, casos de abandono e maus-tratos, além do controle de zoonoses, que é uma questão de saúde pública.

Amigo Pet

As pessoas em situação de rua já podem levar os seus animais até a casa de passagem. Com ampliação da unidade, a ideia é que haja uma ala própria para que as pessoas que tenham animais possam ficar no mesmo espaço que eles.

Também será disponibilizado ao animal atendimento veterinário ambulatorial, castração e alimentação adequada.

Lançamento

A secretária do Meio Ambiente, Gabriela Engers, ressaltou que todas as ações foram planejadas em parceria com as protetoras. “Nossa gratidão a todas as pessoas que se doam diariamente para dar voz a quem não pode pedir ajuda”, considerou.

Também presente na apresentação oficial das ações, o presidente da Câmara de Vereadores, Rafael Colussi, que tem como bandeira no Legislativo a causa animal, pontuou que os novos projetos, além de investimentos, representam uma mudança importante no respeito aos animais. “Esse pacote anunciado pelo prefeito Pedro vem para valorizar o trabalho de proteção animal e assegurar incentivos para a causa”, ponderou.

Gostou? Compartilhe