Aproximadamente 25 mil devotos estiveram no Santuário de Nossa Senhora Aparecida

A organização do evento diz que os fiéis foram estimulados a fazer a celebração nas paróquias das suas cidades ou acompanhar pela internet, assim, o local recebeu apenas 25% do público de anos anteriores

Por
· 1 min de leitura
Pai e filho levaram uma imagem da Santa para ser abençoada. Foto: Luciano Breitkreitz/ON Pai e filho levaram uma imagem da Santa para ser abençoada. Foto: Luciano Breitkreitz/ON
Pai e filho levaram uma imagem da Santa para ser abençoada. Foto: Luciano Breitkreitz/ON
Você prefere ouvir essa matéria?

Foi celebrada nesta terça-feira (12), o dia de Nossa Senhora Aparecida, a Padroeira do Brasil. Tradicionalmente, milhares de devotos escolhem esta data para fazer sua demonstração de fé, levando flores e acendendo velas no Santuário de Nossa Senhora Aparecida em Passo Fundo. Neste ano, a Romaria chegou a sua 40ª edição e, assim como em 2020, os protocolos de segurança sanitária foram reforçados, para evitar a proliferação do coronavírus. No ano passado, o Santuário ficou totalmente fechado durante os dias de celebração, porém, neste ano já foi possível fazer o evento com restrições. “Conseguimos equilibrar de forma bastante satisfatória as questões ligadas à fé e a devoção das pessoas, juntamente com os protocolos sanitários”, explicou o padre Eberson Fontana, um dos responsáveis pela organização do evento.  

A estimativa da organização é que durante a segunda e terça-feira tenham passado pelo Santuário aproximadamente 25 mil pessoas, o que é considerado pelo padre Eberson um número bastante expressivo, especialmente porque os fiéis foram estimulados a participar das celebrações nas paróquias das suas cidades, ou pelas redes sociais. Entretanto, quem optou em ir até o Santuário precisou cumprir um protocolo bastante rígidos. “Na entrada, os fiéis eram orientados a deixar suas flores, acender suas velas, e fazer suas orações, mas em seguida deixar o local, para evitar que muitas pessoas permanecessem no local, causando aglomerações”, disse o padre.  

Fé de pai para filho  

O caminhoneiro Darlei Ribeiro Menegol, de 44 anos, leva consigo nas viagens uma imagem de Nossa Senhora Aparecida. Ele é devoto da Santa há mais de 30 anos, e nesta terça-feira, levou a imagem para ser abençoada no Santuário. Ele estava acompanhado do seu filho, Fernando Menegol, de 21 anos que acompanha o pai desde que nasceu. “Ele saiu do hospital, quando nasceu, e poucos dias depois já me acompanhou na Romaria”, explicou Darlei. Para ele o mais motiva para ir na Romaria em família é a fé e a proteção, tanto para ele, um profissional que está sempre na estrada, quanto para toda a sua família, que fica aguardando seu retorno em Passo Fundo. “Hoje vim para agradecer por mais um ano de vida, especialmente neste momento difícil. É muito emocionante”, disse ele.  

Confira a reportagem, na íntegra, na edição de quarta-feira (13), do O Nacional.


Gostou? Compartilhe