Riqueza nos detalhes

Desenhos presentes na exposição ?EURoeCelebridades?EUR?, do artista Pedro Lopes, chamam a atenção pela semelhança com a realidade

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Fielmente engajada em divulgar o trabalho de jovens artistas de Passo Fundo, a Galeria Estação da Arte agora é palco da exposição “Celebridades”, do desenhista Pedro Lopes. As obras, que ficam expostas no local até o dia 15 de maio, trazem retratos de celebridades nacionais e internacionais e carregam aspectos importantes do realismo, representando a realidade de modo objetivo e direto.

Apesar de jovem – tem somente 20 anos de idade –, Pedro já é desenhista profissional e apresenta técnicas impressionantes de representação realista em suas obras, muitas vezes fazendo com que os desenhos pareçam fotos. Segundo ele, é a atenção dedicada aos pequenos detalhes de um desenho que fazem toda a diferença, mesmo que alguns detalhes sejam praticamente imperceptíveis. Pedro diz ainda que não é possível definir um marco de quando começou a desenhar, embora seus desenhos tenham ganhado um maior número de olhares a partir de 2012, quando resolveu postá-los em redes sociais. “Eu sempre desenhei e sempre gostei de desenhar figuras humanas, mas quando resolvi postar os desenhos, recebi o incentivo para iniciar uma carreira de artista plástico".

A apuração da técnica deve-se exclusivamente à paciência, prática e dedicação do desenhista, que nunca realizou nenhum curso vinculado a desenhos. “Eu costumo ser muito autocrítico, às vezes até de mais. Porém, acredito que esse meu ato faz com que minha evolução seja mais aparente e acho que o que mais me chama atenção no que faço é a diversidade de detalhes e cores que tenho que usar quando estou desenhando ou pintando”, comenta. Para isso, ele utiliza lápis de cor comuns, com aproximadamente 60 cores à disposição, seis graduações de grafites e papeis em dois tamanhos. “De resto, uso materiais encontrados em casa, como papel higiênico, hastes flexíveis, pano macio... Geralmente usados para esfumação”.

Para a escolha dos artistas retratados, não há critérios estabelecidos. Segundo Pedro, suas escolhas são baseadas em músicas, filmes ou algo que veja relacionado aos artistas. “Posso estar na rua e, de repente, ouvir uma música que me inspire a desenhar o artista, ou posso estar vendo um filme e o mesmo acontecer. Na hora da escolha da foto, procuro me desafiar um pouco nos detalhes”.

A exposição

A montagem da exposição, feita pela representante da Confraria das Artes, Lindiara Paz, traz detalhes como luzes e desenhos de estrelas no chão, representando o glamour que cerca uma celebridade. Pedro, que diz ter achado a montagem e o cenário impecável, diz ser muito grato pela ajuda recebida. “Para mim, toda exposição é algo mágico e compensador. Sempre agradeço às pessoas que estão comigo desde o início e às que estão entrando agora. Conheci muitas pessoas maravilhosas depois que iniciei minha carreira de artista e a exposição reúne o que mais amo, que é desenhos, família e amigos”. Quanto à importância da Galeria para jovens artistas, Pedro diz que o espaço traz muitas oportunidades, uma ampla visibilidade e uma ótima forma de conhecer e mostrar seu trabalho.

A Galeria Estação da Arte, no Largo da Gare, fica aberta à visitação nas quartas-feiras, sábados e domingos, das 15 às 18h30min. A entrada é gratuita.

Gostou? Compartilhe