Fundo de Solidariedade da Arquidiocese de Passo Fundo aprova mais três projetos

Por
· 2 min de leitura
Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação
Foto: Divulgação
Você prefere ouvir essa matéria?

Na manhã de quinta-feira, 13, foi realizado o gesto concreto proposto pela Campanha da Fraternidade, a Coleta da Solidariedade, que, neste ano ocorreu no dia 28 de março. O valor arrecadado foi distribuído por todo o Brasil, sendo 40% destinado aos projetos gerenciados pela CNBB e 60% para o Fundo de Solidariedade da Arquidiocese de Passo Fundo, sendo que destes 60%, 10% são destinados ao Regional Sul 3 da CNBB.

Todos os projetos aprovados seguem os critérios estabelecidos para a aprovação do repasse dos recursos. O Conselho – formada pelo representante da Cáritas, Luiz Costella, pela Irmã Norma Kleinubing, representando as Pastorais Sociais, pelo padre Ivanir Rampon que é o coordenador de Pastoral da Arquidiocese, por Maria Isabel Teixeira, que representa os grupos de base das comunidades e, também, pelo arcebispo de Passo Fundo, dom Rodolfo Weber – analisou e aprovou os projetos “Guarda roupa da Esperança” da Fazenda da Esperança, “Esperança em tempos de pandemia” e os congelados de Neide Shons.


Fazenda da Esperança

A Fazenda da Esperança neste ano recebeu o benefício para o projeto “Guarda roupa da Esperança”, que tem como objetivo dar mais qualidade de vida para as meninas que estão em recuperação por conta de vícios em entorpecentes. 

“Queremos sempre melhorar as nossas estruturas e assim oferecer uma melhor recuperação para cada acolhida que chega na Fazenda da Esperança”, comentou a representante Daniela Arruda.


Esperança em tempos de pandemia

O projeto surgiu a partir da necessidade de buscar novos meios de ajudar na renda familiar de duas amigas, Marines e Marli, que acabaram perdendo o emprego por conta da pandemia do coronavírus. Após estudo e reuniões, elas decidiram que a melhor opção era começar a trabalhar com a venda de pães, bolos e salgados congelados. 

“O fundo de solidariedade surgiu como uma oportunidade de nos ajudar a seguir com a renda familiar, agora conseguiremos produzir mais matéria prima para nossos produtos e melhorar nossa qualidade de vida”, comentou Marines.


Congelados Neide Shons 

O último projeto aprovado foi dos congelados produzidos pela Neide Shons, que também nasceram da necessidade de renda extra por conta da pandemia, inicialmente estão sendo feitos quatro produtos, sendo eles a lasanha, capeletti, tortei e pizzas brotinho. 

“O fundo vem como um auxílio para a gente conseguir iniciar, porque a gente não tinha de onde tirar o valor para começar a comprar as coisas para fazer, então com esse dinheiro nós vamos conseguir dar início ao projeto”, disse ela.


Fundo na Arquidiocese

Na Arquidiocese de Passo Fundo, o Fundo de Solidariedade, que é constituído a partir de parte do recurso arrecadado nas 53 paróquias durante esta coleta, surgiu no ano 2000 e, desde então, apoiou mais de 240 iniciativas. O Conselho do FDS se reúne conforme as demandas de projetos a serem avaliados. 

Caso tenha dúvidas e deseja conhecer melhor o FDS, poderá entrar em contato com a Assessoria de Imprensa da Arquidiocese de Passo Fundo pelo telefone (54) 3045-9228 e acessar o site www.caritaspf.com.br/fds.

Gostou? Compartilhe