Cesta básica em Passo Fundo acumula aumento de 3,32% em 2021

O custo da cesta aumentou 0,66% em maio

Por
· 1 min de leitura
Boletim mensal é divulgado pelo Centro de Pesquisa e Extensão da Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis da UPF (Foto: Leonardo Andreoli/Divulgação UPF)Boletim mensal é divulgado pelo Centro de Pesquisa e Extensão da Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis da UPF (Foto: Leonardo Andreoli/Divulgação UPF)
Boletim mensal é divulgado pelo Centro de Pesquisa e Extensão da Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis da UPF (Foto: Leonardo Andreoli/Divulgação UPF)
Você prefere ouvir essa matéria?

O custo dos produtos que compõem a cesta básica apresentou alta de 0,66% em maio, quando comparado com o mês de abril, em Passo Fundo. Até agora, apenas o mês de abril registrou queda no valor da cesta. No acumulado do ano, a variação acumulada é 3,32%, já nos últimos 12 meses é de 18,60%. O boletim mensal é divulgado pelo Centro de Pesquisa e Extensão da Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis da Universidade de Passo Fundo (Cepeac/UPF).  

No mês de abril, foram necessários R$ 1.138,20 para a aquisição da cesta. Já em maio, o custo foi de R$ 1.145,73, o que representa uma alta de R$ 7,53 por cesta. Já nos últimos 12 meses, o custo apresentou uma alta de 21,54%, passando de R$ 942,64 em maio de 2020 para R$ 1.145,73 em maio de 2021, ou seja, uma alta de R$ 203,09.

Produtos

Os produtos que acumularam maiores altas no mês foram: lâmina de barbear, absorvente e sal com preços majorados em 33,91%, 28,26% e 8,86%, respectivamente. Já os produtos que tiveram maior queda foram: banana, cenoura e maçã com preços reduzidos em 17,60%, 17,21% e 16,30%, respectivamente.

Com informações da Assessoria de Imprensa UPF

Gostou? Compartilhe