Governo adia o anúncio do novo sistema de distanciamento

Estado permanece em bandeira vermelha, sem cogestão, até 14 de maio

Por
· 1 min de leitura
Protocolos da bandeira vermelha devem ser adotados por todas as regiões (Imagem: Divulgação)Protocolos da bandeira vermelha devem ser adotados por todas as regiões (Imagem: Divulgação)
Protocolos da bandeira vermelha devem ser adotados por todas as regiões (Imagem: Divulgação)
Você prefere ouvir essa matéria?

O governo do Estado decidiu adiar para 13 de maio o anúncio do novo sistema de gestão da crise sanitária. Por isso, todo o Rio Grande do Sul segue em bandeira vermelha e deve observar os protocolos de risco alto do Distanciamento Controlado, sem cogestão. A decisão foi anunciada após reunião do Gabinete de Crise e a justificativa é de que o governo pretende ampliar o diálogo sobre o novo sistema, que entrará em vigor no dia 15.

A nova ferramenta estava prevista para entrar em vigor no dia 10 de maio, data em que o atual modelo completa um ano. No entanto, o adiamento foi definido pelo governador Eduardo Leite, secretários e integrantes do Gabinete de Crise para que o diálogo com a sociedade possa ser ampliado antes de consolidar o novo sistema de distanciamento, de acordo com o governo.

Uma reunião virtual com deputados e prefeitos foi agendada para sexta-feira (7). Outros dois encontros ocorrerão no sábado (8), um com especialistas em saúde e outro com setores produtivos. O objetivo é apresentar a proposta do sistema de alertas que substituirá o modelo de bandeiras e ouvir as sugestões dos diversos segmentos. Haverá um prazo até terça-feira (11) para que as sugestões sejam encaminhadas ao Gabinete de Crise.

O governo do Estado seguirá divulgando diariamente o boletim de hospitalizações elaborado pelo Comitê de Dados, que traz informações das regiões Covid, das macrorregiões e do Rio Grande do Sul como um todo, e o resumo diário de casos no Estado, no país e em países selecionados.

Cronograma

  • 6 de maio – decreto prorroga atual modelo de Distanciamento Controlado até 14 de maio
  • 7 e 8 de maio – debate com segmentos da sociedade
  • 11 de maio – prazo final para envio de sugestões para o novo sistema
  • A partir de 13 de maio – anúncio do novo sistema
  • 15 de maio – entra em vigor o novo sistema
Gostou? Compartilhe