Extinção da Chama Crioula marca o encerramento dos Festejos Farroupilhas

A Cavalgada Farroupilha também foi realizada neste 20 de setembro

Por
· 1 min de leitura
A extinção da chama marca o encerramento dos Festejos deste ano (Foto: Itamar Aguiar/ Palácio Piratini)A extinção da chama marca o encerramento dos Festejos deste ano (Foto: Itamar Aguiar/ Palácio Piratini)
A extinção da chama marca o encerramento dos Festejos deste ano (Foto: Itamar Aguiar/ Palácio Piratini)
Você prefere ouvir essa matéria?

Em mais um ano sem o tradicional Acampamento Farroupilha por conta da pandemia, dezenas cavalarianos percorreram um trajeto de quatro quilômetros entre o parque Harmonia até o Palácio Piratini, em Porto Alegre, na manhã deste 20 de Setembro de 2021. A Cavalgada Farroupilha adaptada foi recepcionada por um público restrito a autoridades em frente à sede do governo e embalada pela banda da Brigada Militar.

Após o desfile, o governador Eduardo Leite, ao lado do vice-governador Ranolfo Vieira Júnior, de secretários de Estado, da patrona dos Festejos Farroupilhas 2021, Liliana Cardoso, do presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), Manoelito Savaris, de deputados e outros líderes, se dirigiu ao hall do Piratini para extinguir a Chama Crioula.

O ato marcou o encerramento dos Festejos Farroupilhas deste ano, que enalteceram o bicentenário do nascimento de Anita Garibaldi e o cinquentenário do Dia da Consciência Negra e do Movimento Nativista e, pela primeira vez, tiveram como patrona uma mulher negra.

“Quero agradecer a todos que se mobilizam em torno da nossa cultura para manter acesa esta chama que aqui é simbólica, mas que arde dentro de cada um de nós, gaúchos. Porque esse símbolo é muito importante para solidificar, enquanto povo, a nossa identidade, sobre a qual se alicerça a construção do presente e se projeta o futuro”, disse Leite.

A declamadora, escolhida pela Comissão dos Festejos Farroupilhas de 2021 agradeceu pela dedicação dos colegas. “Parabenizo a todos, representantes da sociedade e do governo, pelos esforços. Cada um cuidou do seu propósito, do seu legado, fazendo o máximo para que essa representação ocorresse hoje e a gente não deixasse passar em branco esse momento tão emblemático que é o 20 de Setembro. Sentimos esses caminhos de Anita, que cruzaram a frente do Palácio, trazendo as novas prendas e peões do RS”, afirmou Liliana.

Ainda nesta segunda-feira (20), às 17h, no Salão Negrinho do Pastoreio do Palácio Piratini, será lançada a obra “A matriz da cultura negra no gauchismo” organizada por Liliana com artigos assinados por estudiosos, pesquisadores e artistas que investigaram a participação do negro na construção da identidade regional gaúcha.

O desfile dos cavalarianos e a extinção da Chama Crioula foram transmitidos ao vivo pela TVE e pelos canais oficiais do governo do Estado. Clique aqui e reveja a cerimônia.

Gostou? Compartilhe