EUA antecipam em dois dias restrição de viagens do Brasil

Restrições entram em vigor à 00h59 da quarta-feira (27)

Por
· 1 min de leitura
O país afirma haver risco de transmissão a partir da entrada de pessoas não detectadas com o vírus nos EUA (Foto - Alan Santos/PR)O país afirma haver risco de transmissão a partir da entrada de pessoas não detectadas com o vírus nos EUA (Foto - Alan Santos/PR)
O país afirma haver risco de transmissão a partir da entrada de pessoas não detectadas com o vírus nos EUA (Foto - Alan Santos/PR)

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Em comunicado divulgado nessa segunda-feira (25), a Casa Branca antecipou em dois dias as restrições de viagens do Brasil para os Estados Unidos (EUA). A medida foi anunciada depois que o Brasil tornou-se o segundo maior foco de crise do novo coronavírus no mundo.

No comunicado, o governo norte-americano alterou o início das restrições para as 23h59 de hoje (26), no horário da Costa Leste norte-americana (00h59 da quarta-feira, 27 de maio, pelo horário de Brasília).

No anúncio original, feito no domingo (24), a Casa Branca disse que as restrições entrariam em vigor em 28 de maio.

O documento não deu uma razão para a alteração. O Departamento de Segurança Interna dos EUA, que supervisiona assuntos de imigração, não respondeu imediatamente ao pedido de comentário.

A alegação inicial era de que as restrições ajudariam a garantir que estrangeiros não levem infecções adicionais para os EUA. A medida, no entanto, não se aplica aos fluxos de comércio entre os dois países.

Os EUA têm o maior número de casos de covid-19 no mundo.

*Com informações da Reuters

Gostou? Compartilhe