OPINIÃO

Ponto de Vista

Por
· 3 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Em 2016, mais de 144 milhões de eleitores estavam habilitados para a escolha dos prefeitos e vereadores de 5.568 municípios brasileiros. Para o cargo majoritário, a Justiça Eleitoral recebeu a inscrição de 16.818 candidatos a prefeito e vice-prefeito. Para as 57.931 vagas nas Câmaras Municipais se habilitaram 461.769 candidatos. Neste ano, o pleito será realizado em 5.570 municípios, um acréscimo de dois. Até meados de fevereiro, quando milhões de brasileiros aguardavam pelo carnaval, as editorias de política dos jornais pautavam as novas regras para as eleições 2020. Dentre elas, a distribuição dos recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha.

II - Nas edições dos jornais do dia 27 de fevereiro, que noticiavam a classificação das escolas de samba, novos registros das mortes provocadas pelo novo coronavírus na Itália e outros países da Europa e Ásia. No lado de cá do Atlântico e do Pacífico, a falsa sensação de normalidade. Ledo engano. No dia 21 de março, a Famurs solicitou ao governador do RS a adoção de medidas para ampliar o enfrentamento da Covid-19. De lá para cá, as atenções se voltaram para os gráficos diários que apontam, entre outros, o número de testes aplicados, positivos ou não, em acompanhamento, hospitalizados, ocupação de leitos de UTI e óbitos. Entre a negação da pandemia pelo presidente, até a liberação da cloroquina para todos os pacientes com Covid-19, se passaram mais de 60 dias.

III - A definição do processo eleitoral, das convenções municipais ao pleito, ainda é incerta. Uma comissão especial foi formada no Congresso Nacional para analisar o assunto. Nesta segunda-feira (25), quando o ministro Luís Roberto Barroso tomar posse na presidência do Tribunal Superior Eleitoral, integrante do grupo de trabalho, vão tratar do tema com o magistrado. A data das eleições, prevista para outubro, deverá ser adiada e não se admite a prorrogação dos mandatos. Os ajustes dependem de Proposta de Emenda à Constituição, que deverá contar com a aprovação do texto nas Câmaras alta e baixa. Será preciso, no mínimo, o voto favorável de 308 deputados e 49 senadores, em duas rodadas, em cada uma delas.

# A vereadora Cleonice Teresinha Petrolli Forlin (MDB) propôs um debate acerca dos reflexos da economia local, quanto ao possível asfaltamento da Transbrasiliana, trecho Erechim - Passo Fundo.

# O assunto entrou na pauta da sessão da casa legislativa, instalada no número 681 da Rua Irmão Gabriel Leão, na noite de quinta-feira (21).

# A demanda pela pavimentação asfáltica do trecho de 68,4 Km da BR-153 remota a década de sessenta do século passado.

# Em abril, o presidente da Amau, Mário Luís Ceron (PTB), prefeito de Ipiranga do Sul, revelou o nome da empresa vencedora da concorrência do Dnit para a realização dos trabalhos de elaboração do projeto orçamentário para as obras.

# Como a coluna foi escrita na tarde de ontem, ainda antes das argumentações da vereadora em plenário, não foi possível apurar maiores detalhes.

# É crível que, se de fato as obras forem realizadas, parte do tráfego da RS-135 seja transferido para a Transbrasiliana.

# Além de encurtar a distância entre as duas principais cidades do Norte do Rio Grande do Sul, a rodovia federal tem muito menos curvas do que a estadual.

# Deve estar sendo levado em conta o número de empreendimentos existentes e em fase de instalação às margens da RS-135, os postos de trabalhos e outros aspectos pertinentes.

# Na mesma sessão do Legislativo getuliense, a vereadora Deliane Assunção Ponzi (MDB) solicitou providência da Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

# Integrante da bancada de oposição e cumprindo seu primeiro mandato, a vereadora Deliane sugere a notificação dos proprietários de terrenos baldios, para que realizem a limpeza dos mesmos.

# Os terrenos em questão estão localizados na Rua Professor Francisco Stawinski, entre as Ruas Frei Gentil e José Rottenfüsser, no Bairro Champagnat.

# Preocupada com a proliferação de ratos e baratas, incluiu, na demanda à Pasta do Meio Ambiente, a desinfecção de tubulações e bocas de lobo.

# Um olhar mais atento da equipe da Secretaria Municipal do Meio Ambiente vai constatar que os problemas apontados pela vereadora não se restringem apenas a Francisco Stawinski. 

Dito & Feito:

Na quarta-feira (20), os prefeitos da Associação dos Municípios do Alto Uruguai (Amau) realizaram sua assembleia geral ordinária de modo online. Durante mais de duas horas, os integrantes da entidade, presidida pelo prefeito Mário Luís Ceron (PTB), trataram de assuntos diversos, dentre os quais a sanção da recomposição de perdas de recursos por conta da queda do ICMS e do FPM dos municípios.

Gostou? Compartilhe