OPINIÃO

Homenagem em vida

Por
· 3 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Um telegrama endereçado ao Palácio Piratini por uma liderança local foi publicado na íntegra num dos mais importantes jornais de Porto Alegre. No alto da página 4 do periódico o titulo: “Ainda a criação do município de Getúlio Vargas”. E segue: ... O povo como expansão indescritível jubilado, percorre as ruas, o chamando-o com entusiásticos vivas. A comissão de vilamento desvanecida agradece ao eminente chefe o patriótico ato, que vem infundir revigorante alento nos habitantes da região que constituí nosso município. Telegrafamos hoje, também, ao egrégio chefe da nação. Respeitosas saudações. Pela comissão, Mathias Lorenzon – Presidente.  Os telegramas para Flores da Cunha e Getúlio Vargas, respectivamente interventor federal no RS e presidente constitucional da República eleito indiretamente pela Assembleia Constituinte, foram escritos no dia 21 de dezembro de 1934.

I I

A reprodução da mensagem telegráfica se deu na edição dominical de A Federação, que na terça-feira da mesma semana, na, página dedicada aos “ACTOS OFFICIAES” publicou o decreto “nº 5.788 de 18 de dezembro de 1934 que cria o município de Getúlio Vargas”. O que se escreveu até o tempo presente em relação à escolha do nome do município instalado oficialmente no dia 24 de março de 1935, há 85 anos, não foi resultado de pesquisa documental. É crível que a resposta possa estar nas páginas da mesma edição que publicou o decreto. No alto da capa a manchete em seis colunas em duas linhas anuncia: “Desde ontem em Porto Alegre, o Presidente da República é alvo das mais expressivas homenagens”. Vargas cumpriu nos dias 17, 18 e 19 uma extensa agenda, devidamente detalhada nas páginas do jornal citado e demais editados na capital e interior do estado.

I I I

Fica patente que a escolha do nome do presidente para o 86º município do RS tenha partido do próprio Flores da Cunha. Quando da audiência da comissão de emancipação capitaneada pelo comerciante Mathias Lorenzon na sede do governo em Porto Alegre, o interventor tinha conhecimento da visita de Vargas ao RS. Três municípios foram criados no ano de 1934, com uma diferença entre eles de apenas três semanas. Além de Getúlio Vargas os de Arroio do Meio (28 de novembro) e Farroupilha (11 de dezembro). Quando o presidente embarcou com a esposa e filhas no hidroavião “Ainhangá”, de volta ao Rio de Janeiro, as relações com Flores da Cunha pareciam estáveis. Mas os ventos da política muda azedaram. Com o golpe do Estado Novo (1937) Vargas defenestrou Flores da Cunha e nomeou Daltro Filho para o governo do estado. E ainda fechou A Federação, jornal fundado por Júlio de Castilhos em 1883, e que por 54 anos foi porta voz do Partido Republicano Riograndense.

Curtas:

# Depois do surgimento do PSL em Getúlio Vargas, sigla pela qual o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se elegeu, foi criado o PRTB.

# Presidido nacionalmente por José Levy Fidelix da Cruz, o Partido Renovador Trabalhista Brasileiro tem como lema Pátria e Família.

# Dentre as mais destacadas lideranças do PRTB, destaque para o vice-presidente da República Amilton Mourão.

# A comissão provisória do PRTB de Getúlio Vargas é presidida por Vladimir Tessari, oficial da reserva da Brigada Militar.

# Questionado pela coluna sobre as eleições deste ano, Tessari disse que o PRTB terá candidato ao legislativo com a possibilidade de disputar o governo municipal.

# Demais integrantes da executiva municipal: vice-presidente Diego Camargo; secretária Vera Lúcia; tesoureiro Juliano Zapello; e vogal Raquel Arruda.

# A Câmara de Vereadores de Floriano Peixoto aprovou por unanimidade projeto que autoriza o executivo a celebrar termo aditivo de convênio co o Hospital São Roque, com repasse de subvenção.

# O legislativo de Getúlio Vargas aprovou na noite de ontem projeto que autoriza a antecipação de férias de servidores da Secretaria de Educação, Cultura e Desporto durante a suspenção das atividades em decorrência da Covid-19.

Dito & Feito:

A Câmara de Ipiranga do Sul, presidida pelo vereador Dejair Pasa (PTB) gerou no primeiro quadrimestre do ano uma economia de R$ 81.382,18, o que representa quase um terço de suas receitas orçamentárias. Os valores devem ser aplicados em obras e serviços pelo executivo. 

Gostou? Compartilhe