OPINIÃO

Teclando - 27/01/2021

Iracélio se foi

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Iracélio se foi

O vírus pegou nosso querido Iracélio, que estava hospitalizado desde a semana passada. Teve complicações e, ontem ao final da tarde, ele não resistiu e acabou falecendo. Iracélio, mais do que um personagem deste espaço, era meu amigo de longa data. Companheiro de Bar Oásis e parceiro de lidas políticas, tinha sempre oportunas tiradas. Com posições firmes, sempre esteve ao lado das ideias brizolistas. Não lhe faltavam os bons argumentos para sustentar uma acalorada discussão política. Ou pelo Grêmio.

Brincadeiras ou não, as tiradas do Iracélio faziam sucesso. Despertou curiosidades e também passou boas mensagens. Ainda ontem, amigos comuns queriam saber como ele estava. Através da família, soube que permanecia na CTI. A coluna já estava pronta, informando o quadro e pedindo orações. Mas não deu tempo de a tinta chegar ao papel e veio a triste notícia da sua morte.


Iracélio Nemem dos Santos estava com 64 anos. Era natural de Carazinho, mas radicado há anos em Passo Fundo. Conhecido como Turcão, conquistou muitas amizades por aqui. Nos últimos anos, utilizando uma van, Iracélio atuava como transportador autônomo. Mas passou por várias áreas, não rejeitava uma lida diferente e também trabalhou na Prefeitura de Passo Fundo.

E lá se foi o Iracélio, ironicamente um defensor da ciência que combatia o negacionismo. Mais um amigo carregado pela pandemia.

Meu abraço aos familiares.

Bandeiras

Em Passo Fundo, permanecemos há 10 semanas em bandeira vermelha com protocolos de bandeira laranja, comportamentos de bandeira amarela, libertinagem de bandeira branca e horizonte de bandeira preta.

Fórmula Truck

A Avenida Brasil lembra um desfile da Fórmula Truck. Enormes caminhões, inclusive os bitrens, atravessam a cidade com a maior naturalidade. A “culpa” seria do GPS. Ora, que eu saiba, o GPS é apenas um sistema indicativo, absolutamente sem poder algum para legislar sobre trânsito. Se os caminhões infratores não forem multados, então vamos multar os satélites do GPS. Alguém deve pagar essa conta!

 Barulheira

É inaceitável, inexplicável e injustificável a barulheira produzida por alguns motociclistas que, apesar dos capacetes, até parecem acéfalos. Já devem ser surdos, pois os seus ouvidos estão entupidos com tantos decibéis. O pior é que, além do transtorno sonoro, até podem provocar a surdez em terceiros. E fazem isso de forma consciente, pois utilizam motos com a descarga aberta propositadamente. Ou seja, a irresponsabilidade é dolosa.

Trilha sonora

Nos anos 1960, na onda do Beatles, grupos formados por jovens ganhavam espaço na música em todo o mundo. Nos Estados Unidos o sucesso era o Herman's Hermits - There's A Kind Of Hush


 

Gostou? Compartilhe