OPINIÃO

“A história é escrita pelos vencedores”

Por
· 3 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A frase é atribuída a George Orwell, pseudônimo de Eric Arthur Blair, autor de A revolução dos bichos, 1984, e outros quatro romances. Além de escritor foi jornalista e ensaísta político. Nos seus trabalhos fica evidente sua oposição ao totalitarismo. Testemunha ocular da ascensão do nazi-fascismo e da II Guerra Mundial, o escritor faleceu em 1950, aos 47 anos. Não viveu para ver confirmada sua previsão do colapso da União Soviética. A história que viu, horrorizado, ser escrita pelos vencedores vem merecendo, ao longo das décadas, novos estudos. E eles não estão restritos aos grandes acontecimentos. Uma nova história, a dos vencidos, se materializou nesta semana, em Chapecó, com lançamento que resgata o legado de Vicente Morelatto.

 

II - Um fato ocorrido no oeste catarinense, em novembro de 1950, levou o professor Morelatto, que também era poeta, a registrar em versos de cordel a “História do incêndio da igreja de Chapecó e o linchamento dos quatro presos”. Da pequena tiragem, paga pelo autor, apenas algumas dezenas foram distribuídas. Após sua morte em 1954, nunca esclarecida, os exemplares restantes foram confiscados por autoridades e queimados. O lançamento de produções sobre o cordelista, ocorrido na quarta-feira (19), em Chapecó, traz a lume um episódio ocorrido há mais de 70 anos. Em 2013, a jornalista Mônica Hass lançou “O linchamento que muitos querem esquecer”, livro que trata do episódio, que por força do poder dominante foi abafado quando ocorrido.

 

III - O mandonismo local, prática recorrente nas décadas iniciais do século XX, se valia de práticas violentas e da fé religiosa para manter seu poder. Segundo a jornalista e pesquisadora, o período foi marcado por embates entre uma liderança política, filho do dono de uma empresa colonizadora, e os partidos de oposição. Mônica Hass registra que a época os colonizadores e madeireiros perdiam espaço político e eleitoral para comerciantes, profissionais liberais e professores que chegavam à região. O crime ocorreu no momento em que a oposição venceu o pleito municipal, e dois dos que foram assassinados pertenciam ao partido sagrado nas urnas. O incêndio na igreja, que alterou o cenário político, colocou a população contra os chamados forasteiros.

 

IV - Dos arrolados ao processo, 48 foram para o banco dos réus em 1952, sendo que sete foram condenados. Os Diários Associados, de Assis Chateaubriand, enviou um jornalista e um fotógrafo para cobrir os fatos. “O linchamento de Chapecó” foi o título da matéria publicada em O Cruzeiro, revista de circulação nacional. Na matéria, o jornalista José Leal registrou: “Os quatro presos acusados de crimes de terem incendiado a igreja foram mortos a tiros e depois cremados no pátio da cadeia por um bando armado.” Revela que “uma das vítimas fora baleada 12 vezes e outra oito”. A morte dos acusados pelo incêndio da igreja, sem julgamento, teve repercussão internacional para logo cair no esquecimento.

Curtas:

# O vereador Sérgio Batista de Lima (PTB), de Getúlio Vargas, passa a integrar a Frente Parlamentar dos Vereadores pela Tradição.

# A frente parlamentar, integrada por vereadores de diferentes cidades, quer defender os interesses dos tradicionalistas junto ao poder público.

# No comunicado feito durante sessão da Câmara local, o integrante da bancada do PTB revelou ter recebido o convite dos vereadores Evandro Meirelles (PTB) e Rafael Colussi (DEM), de Passo Fundo.

# O grupo Amanhã apresentou, na terça-feira (18), a 17ª edição do ranking Campeãs de Inovação.

# A Cavaletti, indústria com sede em Erechim, integra o ranking das 50 empresas mais inovadoras e também recebeu o destaque na categoria móveis.

# A professora Sandra Betiatto, titular da Smecd de Getúlio Vargas, integra a nova diretoria da Undime-RS.

# A eleição da União dos Dirigentes Municipais de Educação foi realizada no formato virtual durante o 31º Fórum dos Dirigentes Municipais de Educação do RS.

# Nesta quinta-feira (20), a integrante do governo local participou, em Porto Alegre, de um encontro da nova diretoria com o objetivo de traçar planos para essa gestão.

# O Ministério Público Federal e a Procuradoria-Geral da República (PGR) investigam o recolhimento e o destino irregular de parte de salários de assessores no gabinete do deputado federal Danrlei de Deus (PSD).

# O ex-goleiro do Grêmio é o atual secretário de Esporte e Lazer do governo de Eduardo Leite (PSDB).

# O parlamentar é investigado por prática conhecida como “rachadinha” e pode ser enquadrada como crime de peculato, com pena máxima de 12 anos.

Dito & Feito:

A Amau realizou na segunda-feira (17) sua assembleia extraordinária com a presença dos prefeitos da, da R16, representantes dos hospitais de Erechim, colegiados de secretários de Saúde e Educação, e 15ª CRE. Na ocasião os prefeitos aprovaram a adoção da R16 aos Protocolos de Atividades Variáveis e encaminharam sugestões que visam restrição de deslocamentos noturnos e mais rigor na fiscalização a festas clandestinas e aglomerações.

 

Gostou? Compartilhe