Após princípio de tumulto, Pecar passa por revista

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Agentes da Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe) do Presídio Estadual de Carazinho (Pecar) apreenderam cinco estoques artesanais e um invólucro contendo uma substância semelhante ao crack após um princípio de tumulto em uma sala do semiaberto na tarde desta quarta-feira (20).

 

Segundo a Susepe, a operação foi para conter o possível tumulto e para recolher possíveis materiais ilícitos nas celas ou em posse dos apenados. Não foi possível indicar o portador dos objetos.

Gostou? Compartilhe