Advogado de Alexandra Dougokenski pediu a revogação da prisão temporária

Por
· 1 min de leitura
Ascom/IGPAscom/IGP
Ascom/IGP
Você prefere ouvir essa matéria?

O advogado Jean Severo, responsável pela defesa de Alexandra Dougokenski, acusada de matar o filho de 11 anos Rafael Mateus Winques, no município de Planalto, informou que pediu ao Poder Judiciário a revogação da prisão temporária de sua cliente. O advogado sustenta que não há motivos para manter ela presa. “Ela colaborou com toda a investigação, a polícia não encontra motivo. Os laudos preliminares confirmam que ela ministrou o remédio e que o menino faleceu por conta disso”, declarou ele.

A tese sustentada pela defesa é de homicídio culposo, quando não há intensão de matar. Segundo o advogado, Alexandra ministrou remédios para o filho e horas depois percebeu que ele estava morto, então ocultou o corpo do menino em uma casa vizinha onde a família morava. 

Na última quinta-feira, o Instituto Geral de Perícia realizou a reconstituição do crime. O objetivo foi verificar a viabilidade da versão apresentada pelos envolvidos. Alexandra e o filho dela, de 16 anos, foram ouvidos pela perita criminal responsável. Como relatou apenas ter ouvido barulhos, sem presenciar o crime, o adolescente foi dispensado da segunda parte da dinâmica.

Gostou? Compartilhe