Em discurso na ONU, presidente volta a defender tratamento precoce

Jair Bolsonaro fez o discurso de abertura da sessão de debates da 76ª Assembleia Geral das Nações Unidas

Por
· 1 min de leitura
Bolsonaro é o único entre os líderes do G20 que não está vacinado (Foto: Reprodução/Agência Brasil)Bolsonaro é o único entre os líderes do G20 que não está vacinado (Foto: Reprodução/Agência Brasil)
Bolsonaro é o único entre os líderes do G20 que não está vacinado (Foto: Reprodução/Agência Brasil)
Você prefere ouvir essa matéria?

O presidente Jair Bolsonaro fez, há poucos minutos, o discurso de abertura da sessão de debates da 76ª Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York, nos Estados Unidos.

Cabe ao presidente do Brasil fazer o discurso de abertura do evento, seguido do presidente dos Estados Unidos. A tradição vem desde os primórdios das Nações Unidas, quando o diplomata Oswaldo Aranha, então chefe da delegação brasileira, presidiu a Assembleia Geral, em 1947.

Em sua fala, o presidente afirmou ter sido uma das pessoas a fazer o tratamento precoce e voltou a defender o uso dos medicamentos, dizendo não entender porque os países se posicionaram contra o “tratamento inicial”, como chamou.

Ele disse ainda que a economia do país foi bastante prejudicada em razão da quarentena determinada por prefeitos e governadores e que a inflação e o desemprego são decorrência do lockdown.

Gostou? Compartilhe