Doses da vacina contra a Covid-19 terminam

Previsão é que o governo estadual encaminhe mais uma remessa na próxima semana, possibilitando a continuidade da vacinação de idosos e profissionais da saúde

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A manhã desta sexta-feira (19) foi de movimentação intensa nos pontos de vacinação contra a Covid-19. Cerca de mil profissionais da área da saúde em atividade receberam a primeira dose da vacina e, por volta das 10h30, as doses disponíveis ao grupo terminaram.

A secretária de Saúde, Cristine Pilati, destaca que a vacinação foi aberta a todos os trabalhadores que atuam na área após baixa procura dos profissionais pertencentes às faixas etárias delimitadas no coronograma. “Na última remessa, Passo Fundo recebeu do Estado 3.500 doses, das quais 2.170 foram destinadas para idosos com mais de 80 anos e 1.330, obrigatoriamente, aos trabalhadores da área da saúde que estão em atividade. As unidades encaminhadas aos idosos acabaram na quarta-feira. Já as dos profissionais seguiram sendo disponibilizadas por faixa etária e, com pouca demanda, foram estendidas a todos”, explica.

Dos oito pontos de imunização, o que registrou maior movimento foi o estruturado no CTG Lalau Miranda. Por contar com a vacinação na modalidade drive thru e ter fácil acesso, o espaço concentrou quantidade superior de doses com relação aos demais. Passaram pelo local aproximadamente 700 pessoas.

De acordo com Cristine, a previsão é que mais doses sejam enviadas pelo governo estadual na próxima terça-feira (23), possibilitando a retomada da vacinação dos grupos prioritários na quarta-feira (24). “A estimativa é de mais de 300 mil doses para o Rio Grande do Sul, que serão distribuídas aos municípios. Com isso, esperamos receber muitas unidades para continuar vacinando quem mais precisa”, avalia.


Números

Sem considerar os dados desta sexta-feira (19), uma vez que os números oficiais são contabilizados somente no fim do dia, Passo Fundo já vacinou 11.804 pessoas, entre profissionais da saúde, indígenas aldeados, idosos de Instituições de Longa Permanência (ILPIs), idosos com mais de 80 anos e acamados com mais de 60 anos. A segunda dose já foi aplicada em 559 pessoas.

Gostou? Compartilhe