MEDICINA & SAÚDE - Aleitamento materno traz benefícios para toda a vida

Alimento, carinho, vínculo, proteção, nutrição, amor...

Por
· 3 min de leitura
Posição correta do bebê é importante na amamentação (Foto – Caroline Silvestro-HSVP)Posição correta do bebê é importante na amamentação (Foto – Caroline Silvestro-HSVP)
Posição correta do bebê é importante na amamentação (Foto – Caroline Silvestro-HSVP)
Você prefere ouvir essa matéria?

A primeira semana de agosto é lembrada como Semana Mundial do Aleitamento Materno e tem como objetivo enaltecer a importância da amamentação e auxiliar com informações mães que têm o desejo de fazê-la. Ainda, o mês é caracterizado como Agosto Dourado, fazendo uma alusão ao leite materno, que é considerado um alimento padrão ouro para os bebês. Alimento, carinho, vínculo, proteção, nutrição, amor. Estes são alguns dos inúmeros benefícios da amamentação, tanto para mãe, como bebê. No Hospital São Vicente de Paulo de Passo Fundo, o incentivo a amamentação faz parte da rotina do Centro Obstétrico, Maternidade, UTI Neonatal e Pediatria. Uma equipe multiprofissional oferece suporte para que o aleitamento materno seja exitoso e ofereça todos os benefícios. Nas primeiras horas de vida o bebê já é estimulado a mamar, ainda no Centro Obstétrico, o bebê é levado ao peito da mãe, iniciando esse contato entre os dois. Na Maternidade, a orientação segue e a equipe presta auxílio para que o momento seja exitoso e mais tranquilo possível para a família. No caso em que os bebês precisam ficar na UTI Neonatal, a mãe tem à disposição a sala de coleta de leite materno, onde ela esgota o leite, ele é pasteurizado e levado ao seu bebê.


Inúmeros benefícios 

A enfermeira da Maternidade, Adrieli Rochenbach explica que os benefícios da amamentação são inúmeros e vão desde o fortalecimento do vínculo até a proteção e vantagens para toda a vida. “Um bebê amamentado pela mãe perceberá essas vantagens a curto e longo prazos. O aleitamento materno ajuda a prevenir doenças infecciosas, doenças alérgicas, estimula o desenvolvimento da musculatura e ossos da face, e de uma arcada dentária melhor. Ainda, aumenta a capacidade cerebral da criança, ou seja, seu QI e diminui cáries, cólicas, pneumonias e diarreia. Quando adulto, o bebê que recebeu leite materno vai ter menos problemas cardiovasculares, como hipertensão e diabetes, e menor propensão a desenvolver alguns tipos de câncer”, destaca.


Amamentação salva

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a amamentação salva cerca de seis milhões de crianças todo ano. O Ministério da Saúde preconiza o aleitamento materno exclusivo até os seis meses de idade e a continuidade até os dois anos. Neste ano, a Semana Mundial de Aleitamento Materno tem como slogan “Proteja a amamentação: uma responsabilidade compartilhada”, reforçando o papel da família e rede de apoio para a mãe. “Para o êxito na amamentação é necessário que a mãe esteja confortável, que tenha o suporte da família e depois faça o uso das técnicas corretas. O apoio do pai ou da família é fundamental, pois essa rede de apoio vai ouvi-la, dar atenção e prestar ajuda. No Hospital, fizemos a orientação às mães à beira leito e sempre incentivamos a família a participar desse processo”, relata a enfermeira.

 

Técnicas corretas

Um dos pontos chaves para que a mãe consiga amamentar sem dor e o bebê também se sinta confortável é a pega e a posição correta do bebê. Adriele explica que esse passo é muito importante e que se executado de forma correta evita, por exemplo, problemas com as mamas como rachaduras, o esforço excessivo do bebê na mamada, beneficiando mãe e bebê. “A mãe precisa trazer o bebê para perto, deixar ele alinhado, barriguinha colada no corpo da mãe, queixinho encostando na mama. Com a mão, a mãe faz um “C” e oferece o seio para o bebê”. Outro fator essencial que Adrieli orienta é estimular a sucção do bebê e livre demanda para a mamada. “Geralmente, dentro da possibilidade, dizemos que a mãe deve oferecer o seio ao bebê de três em três horas, porém o bebê dá sinais de quando precisa mamar. Ele procura o seio, leva a mãozinha à boca, chora e então é importante oferecer o peito quando ele dá esses sinais, pois ele vai estabelecer seu horário de mamar e isso também facilita a descida do leite da mãe. Há muitos mitos e tabus na amamentação, mas as mães devem sempre seguir a orientação dos profissionais, pois assim tornarão o momento especial e tranquilo. Ainda, é importante manter uma alimentação equilibrada e se hidratar, pois a ingestão de líquidos é essencial para a produção do leite”. 

DISK AMAMENTAÇÃO 

O Hospital São Vicente disponibiliza 24 horas o serviço Disk Amamentação para repassar orientações, via telefone para as mães.

(054) 3316-4037


Gostou? Compartilhe