Tribunal especial afasta governador de Santa Catarina

Denúncia contra o governador foi aprovada por 6 a 4

Por
· 1 min de leitura
Carlos Moisés da Silva (PSL) - Foto-Ricardo Wolffenbüttel / Secom-SCCarlos Moisés da Silva (PSL) - Foto-Ricardo Wolffenbüttel / Secom-SC
Carlos Moisés da Silva (PSL) - Foto-Ricardo Wolffenbüttel / Secom-SC
Você prefere ouvir essa matéria?

O tribunal especial de julgamento formado para deliberar sobre o pedido de impeachment contra o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva (PSL), e da vice-governadora Daniela Reinehr decidiu na madrugada deste sábado (24) pela admissibilidade da denúncia apenas contra o governador. O governador será intimado da decisão e ficará, a partir desta terça-feira (27), suspenso do exercício das funções até sentença final, além de perder um terço dos vencimentos, que serão pagos em caso de absolvição.

Tribunal especial

A sessão designada para discussão e votação do parecer do relator foi realizada na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), onde ocorreram todos os atos do tribunal especial de julgamento. As atividades na assembleia começaram às 9h de sexta-feira (23) e tiveram sequência até às 2h deste sábado (24). O tribunal especial decidiu, por 6 votos a 4, pela admissibilidade da denúncia contra o governador. O colegiado é formado por cinco desembargadores e cinco deputados estaduais.


Gostou? Compartilhe