Advogado-geral da União pede exoneração do cargo

José Levi estava no cargo desde abril de 2020

Por
· 1 min de leitura
Esta seria terceira queda no governo nesta segunda-feira (Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)Esta seria terceira queda no governo nesta segunda-feira (Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)
Esta seria terceira queda no governo nesta segunda-feira (Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)
Você prefere ouvir essa matéria?

O advogado-geral da União, José Levi Mello do Amaral Júnior, informou hoje (29) que vai deixar o cargo. Levi estava no posto desde abril do ano passado. Esta seria a terceira baixa no governo nesta segunda-feira, após especulações da saída do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e a demissão do Ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva.

A decisão foi oficializada em carta enviada ao presidente Jair Bolsonaro. “Com o meu mais elevado agradecimento pela oportunidade de chefiar a Advocacia-Geral da União (AGU), submeto à elevada consideração de Vossa Excelência o meu pedido de exoneração”. 

Antes de chegar à AGU, Levi ocupava o posto de procurador-geral da Fazenda Nacional. Levi é graduado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e tem doutorado em Direito do Estado pela Universidade de São Paulo, instituição onde também é professor, com título de livre-docência em direito constitucional. Tem pós-doutorado em Direitos Humanos pela Universidade de Coimbra, de Portugal. Já ocupou o cargo de secretário executivo do Ministério da Justiça e de consultor-geral da União na AGU.

Gostou? Compartilhe