Nasce uma nova escola de samba

Comunidade em Ação: Unidos da Operária realizou a primeira ata da escola no domingo (25) com a participação de dezenas de integrantes

Por
· 5 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

O primeiro encontro oficial da diretoria e integrantes da mais nova escola de samba de Passo Fundo, Unidos da Operária, foi realizado com muito samba e união no final de semana. Ex-integrantes da escola de samba Bom Sucesso são os atuais fundadores da Unidos da Operária.  A nova escola de samba que surgiu há dois meses promete fazer bonito em seu primeiro desfile de Carnaval em fevereiro de 2013.

Os super-heróis invadirão a Avenida Sete de Setembro e defenderão o tema da escola: “Um sonho de criança”. A escola começará no grupo de acesso do Carnaval Passo-Fundense. O presidente da Unidos da Operária, Edson Nascimento pretende colocar 170 integrantes no desfile. “A Bom Sucesso está morrendo então resolvemos montar uma escola que seja nossa com o objetivo de unir toda a vila e não deixar morrer o legado que nossos avós e pais nos deixaram. O carnaval está no nosso sangue”, declarou o presidente da escola.

O primeiro encontro foi no domingo e reuniu dezenas de integrantes. A bateria da escola animou a festa. A motivação marcou a reunião e mostrou que a Unidos da Operária veio para ficar. “O pessoal está motivado, empolgado porque está vendo renascer uma nova escola, já com o sonho de ser campeã do carnaval. O nosso primeiro tema trata justamente do sonho: Um sonho de criança. O público pode esperar muita união da nossa escola na melhor festa do ano”, disse Nascimento.

A principal dificuldade neste momento são os recursos financeiros para confecção das fantasias, carros alegóricos e compra de instrumentos musicais para a bateria. “Vamos tentar com o prefeito uma verba, principalmente para a compra dos instrumentos, já que vamos entrar com 70 componentes na bateria”, revelou o presidente da escola.

O registro oficial da escola está encaminhado e a apresentação oficial do samba enredo será no dia 21 de dezembro. Os ensaios iniciam no dia 01 de dezembro, na rua Coronel Mostardeiro, esquina com a Rua dos Andradas, na vila Operária, no mesmo local que foi fundada a Bom Sucesso.

“Em nome da vila Operária”
Antonio Gilmar Marques lembrou que o pai dele, Antonio Serrano dos Santos Marques, foi um dos fundadores da escola Bom Sucesso e a nova escola foi criada para resgatar os valores do Carnaval passado de geração em geração. Atualmente, todos os seis filhos e quatro netos estão envolvidos com o Carnaval. “Vamos resgatar o que perdemos em nome da vila Operária. Começamos do zero. Junto com a escola nasce uma nova esperança no Carnaval”, frisou Marques.

“Aprendi em Passo Fundo o que é Carnaval de verdade”
A carioca Sheila Ferreira dos Santos, encontrou em Passo Fundo o verdadeiro espírito de Carnaval. Há 17 anos trocou o Rio de Janeiro por Passo Fundo, mas trouxe junto as raízes do samba. “Aqui tenho contato direto com a confecção, coreografia e todos os detalhes necessários para o Carnaval. No Rio de Janeiro você paga a fantasia e entra na passarela do samba sem ter o contato com os detalhes. O Carnaval do Rio Grande do Sul é fantástico e não perde em nada. Aqui a gente vive na alma o Carnaval”, declarou Sheila.
Ela garantiu que a Unidos da Operária veio para ficar. “A união será o diferencial da nossa escola e marcará o Carnaval de Passo Fundo”, garantiu.

Nova entidade carnavalesca
As escolas de samba do município fundaram neste ano a Liga Independente das Escolas de Samba e declararam não fazer mais parte da Associação das Escolas de Samba de Passo Fundo. Segundo o presidente da Liga, Jorge Duarte, a liga foi criada porque a antiga associação acumulou uma dívida com a Receita Federal de R$ 6 mil. “A dívida ficou grande e dificultou a negociação com patrocinadores. As escolas indicaram o meu nome para a presidência porque já presidente da antiga associação e tenho experiência”, justificou Duarte.

O registro da nova entidade já foi feito e até o Carnaval deverá estar pronto o CNPJ. Um dos objetivos da Liga é promover as escolas durante todo o ano e fazer parcerias com a iniciativa privada. “Não queremos que as escolas trabalhem somente em época de Carnaval. Vamos elaborar projetos para a reestruturação das escolas. Queremos fazer parcerias com a iniciativa privada para que as escolas não dependam apenas da verba da prefeitura”, declarou o presidente da Liga.

Carnaval fora de época
A Liga Independente das Escolas de Samba solicitaram à nova administração municipal a alteração na data do desfile do Carnaval de Rua 2013 previsto para o dia 09 de fevereiro. A entidade pediu que o desfile seja realizado no dia 23 de fevereiro. O presidente da Liga entregou no início de novembro um documento com algumas propostas da entidade. “A verba para as escolas só deverá ser liberada lá pelo dia 15 de janeiro de 2013 e o tempo para preparação das fantasias e dos carros alegóricos ficará muito em cima. Entregamos a proposta para prolongar a data para o dia 23 de fevereiro”, disse Duarte.

O secretário de Desporto e Cultura (Sedec) que assumirá em 2013, José Ernani de Almeida, disse que a proposta está sendo avaliada e a definição da data estará na apresentação do planejamento da secretaria que será conhecido no dia 15 de dezembro. “Vamos entrar em contato com as escolas para avaliar a situação. A primeira vista seria de bom senso alterar a data já que assumiremos no dia primeiro de janeiro e teríamos mais tempo para tomar pé da realidade”, declarou Almeida.

Presidente afirma que associação das escolas de samba não foi extinta
A Associação das Escolas de Samba de Passo Fundo criada a aproximadamente 20 anos para organizar o Carnaval em parceria com a Prefeitura, ainda está na ativa. O presidente da Associação, Júlio César Carvalho, confirmou que a entidade possui uma dívida com a Receita Federal de cerca de R$ 6 mil. Além disso, ele revelou esta não é a única pendência financeira. “A associação tem dívidas com a Receita Federal por não declarar o imposto de renda em anos anteriores e uma dívida maior ainda com uma empresa de bebidas. Foi uma falha das antigas presidências e dívidas contraídas por elas”, esclareceu Carvalho.

A associação não tem recursos próprios e não há como saldas esta dívida. Conforme Carvalho, a única solução para salvar a associação seria uma parceria com as escolas de samba através de promoções para angariar fundos.

As escolas de samba teriam pedido a desfiliação da associação informalmente e a situação ainda não foi tratada com o novo prefeito. O presidente da associação disse que a entidade continua existindo, com um CNPJ e está registrada. “Hoje ela está amarrada devido a estas pendências impossibilitando que um convênio seja feito com a prefeitura. Mas, ela continua sendo a entidade legítima para comandar o Carnaval de Passo Fundo”, disse Carvalho.

Orçamento para o Carnaval 2013
O Desfile de Carnaval 2013 contará a princípio com sete escolas de samba. Grupo A (Bambas da Orgia, Academia do Samba Cohab I, União da Vila, Acadêmicos do Chalaça) e grupo B (Bom Sucesso, Pandeiro de Prata e Unidos da Operária). A assessoria de imprensa da Prefeitura informou que a Secretaria de Finanças comunicou que a verba para o Carnaval de 2013 será semelhante a deste ano. Os recursos são na ordem de aproximadamente R$ 395 mil divididos entre estrutura e repasse para as escolas de samba.

Gostou? Compartilhe