Uma viagem, 152 sonhos

Grupo de idosos de Passo Fundo viaja a Porto Seguro, na Bahia, e celebra, para muitos, a conquista de uma vida

Por
· 3 min de leitura
Mercado de turismo para pessoas acima dos 60 anos é crescenteMercado de turismo para pessoas acima dos 60 anos é crescente
Mercado de turismo para pessoas acima dos 60 anos é crescente
Você prefere ouvir essa matéria?

Viajar é um sonho presente na vida de muitas pessoas. Muitos, ainda na infância ou juventude, já viajaram para o exterior, sabem como funciona um aeroporto e não têm mais curiosidade de saber como é o interior de um avião. Por outro lado, muitas pessoas passaram uma vida trabalhando, preocupados com a criação dos filhos, e entre muitas responsabilidades e compromissos acabaram adiando, ou até esquecendo, esses sonhos. No entanto, um grupo de 152 passo-fundenses, de 60 a 88 anos, alcançou junto esse objetivo. Na última semana, eles viajaram para Porto Seguro, na Bahia, em uma excursão organizada pela Coordenadoria de Atenção ao Idoso de Passo Fundo.


Dentre os participantes da viagem, que teve direito até a um vôo fretado exclusivamente para eles, 75% nunca tinha entrado num avião e, muitos, sequer conheciam um aeroporto, ou mesmo Porto Alegre – de onde eles partiram rumo ao nordeste. Toda a viagem foi organizada pela Coordenadoria de Atenção ao Idoso e, não por acaso, foi chamada de “A viagem dos sonhos”.


A coordenadora Cândida Bertoncello conta que muitos deles realizam viagens, mas geralmente para locais mais próximos de Passo Fundo, algumas delas inclusive organizadas pela Coordenadoria. “A maioria nunca havia viajado de avião, então pensamos em proporcionar essa experiência para cem pessoas. Começamos conversar, procuramos empresas que apoiassem, que dessem a possibilidade de levá-los e eles sugeriram viajar para um lugar mais longe, encontramos uma parceria com valores mais baixos e comodidade de pagamento”, relata ela.
Inicialmente foram abertas 100 vagas. Como o interesse foi grande, foram aumentando para 110, depois 120, 130, 140 e, ao final, fecharam o grupo com 152 pessoas. “Conseguimos um voo fretado direto”, pontua Cândida. Cada integrante pagou a própria viagem, que pode ser parcelada a fim de facilitar a participação.


A viagem dos sonhos
A viagem foi denominada como “A viagem dos sonhos” e, conforme conta Cândida, muitos deles repetiram essas palavras no grupo do Whatsapp durante o dia em que estiveram em Porto Seguro. “Eles estão dizendo que a viagem dos sonhos é um sonho realizado, estão felizes, conhecendo a cultura, passeando. É um objetivo realizado”, comemora.


Lourdes Meira, 82 anos, é a atual rainha da Terceira Idade e relata o sentimento. “Uma viagem como essa veio concretizar os meus sonhos da juventude. Hoje posso dizer que sou uma pessoa realizada. Estou muito feliz”, conta. A opinião é compartilhada pela participante Efemina Lopes: “são dias inesquecíveis, momentos adoráveis. Estou transbordando de alegria”. Para Sirlei França, a viagem primou pela excelência em todos os aspectos, humano, social e financeiro. “Estou totalmente agradecida”, relata.


Segundo a coordenadora, a possibilidade de realizar sonhos nesta etapa da vida tem um significado especial. Enquanto para muitas pessoas mais jovens uma viagem é apenas mais uma, para eles é a sensação se ter alcançado um sonho, um objetivo. De forma geral, é uma conquista. “Eles veem de forma diferente. Poxa, eu consegui, valeu a pena, fiz tantas coisas, criei filhos e netos e hoje eu consegui, eu cheguei lá. É deslumbrante ver o rosto deles radiante”, conta sobre como eles estão descrevendo a experiência nas conversas no grupo.


Tudo tranquilo
O grupo é formado por pessoas com idade entre 60 a 88 anos. “Temos pessoas que não conheciam Porto Alegre, que não sabiam como era um aeroporto, não tinham noção de como seria”, relata Cândida. Além de viajar de avião, eles estão em um hotel à beira mar e desfrutam de todas as experiências que podem em passeios e outras atividades oferecidas. “Não tivemos nenhum problema. A preocupação era muito grande, por isso fizemos seguro viagem e seguro médico para não incorrer com alguma preocupação. Temos idosos que foram acompanhados por familiares e também temos cinco professores acompanhando. Eles estão lá a trabalho e foram selecionados em sorteio”, explica.


Um mercado crescente
O turismo na terceira idade é um mercado que tem crescido nos últimos anos. A agente de turismo Geovana Goedel, proprietária da empresa que organizou a viagem do grupo, explica que as pessoas idosas deixaram de apenas visitar os parentes para fazerem turismo e isso acabou movimentando tanto o mercado aéreo, quanto o de hotéis. Em um levantamento recente, ela aponta que neste ano a procura de pessoas na terceira idade por viagens aumentou para 27%. “Um dos fatores mais relevantes é a independência financeira, aliada a melhor qualidade de vida. A expectativa de vida no Brasil também melhorou. São números que se cruzam para construir essa realidade”, analisa.


Em Passo Fundo, uma quantidade considerável de pessoas idosas viaja com frequência, mas geralmente em viagens rodoviárias para lugares mais próximos. “Há uma procura muito grande por parte de pessoas acima de 60 anos em nossa agência que hoje não se acomodam mais em casa, querem aproveitar muito os momentos. Estão deixando de assumir netos e bisnetos para curtir a própria vida. É o que temos observado”, conta. Além disso, muitas pessoas idosas têm uma estabilidade financeira, mesmo em momentos de crise, e isso facilita o acesso ao turismo.

Gostou? Compartilhe