Gol retoma voos em Passo Fundo nesta semana

Operações reiniciam com três voos semanais para Guarulhos em São Paulo

Por
· 1 min de leitura
Divulgação/ON Divulgação/ON
Divulgação/ON
Você prefere ouvir essa matéria?

Após permanecer 95 dias sem sequer um voo regular de linhas aéreas, Passo Fundo terá a retomada do tráfego possivelemnte nesta quinta-feira, 2 de julho. Às 10h10 um Boeing 737-700 da Gol pousará no Aeroporto Lauro Kortz. A recepção terá o tradicional batismo com jatos de água cruzados pelos bombeiros sobre a aeronave, uma tradição para o início de operações ou novo modelo no aeródromo. Com a pandemia do novo coronavírus, em abril as empresas enxugaram suas operações, com malhas restritas às principais capitais. A retomada gradual iniciou em junho e Passo Fundo foi contemplado no pacote de julho. Serão 250 voos diários que atenderão 100 diferentes mercados brasileiros, um reforço no poder de conectividade da nova malha. Em comparação com junho, cuja malha aérea contemplava 100 voos diários, a de julho, contará com 250 operações, representando um aumento de 150% nas decolagens da Gol. Mesmo assim, é uma malha tímida frente à potencialidade da empresa que, hoje, voa com apenas 30% de sua capacidade.

Horários

O reinício dos voos da Gol será com três frequências semanais, nas segundas, quartas e sextas-feiras. O voo G1342 decola de Guarulhos às 08h35 e chega a Passo Fundo às 10h10. Na volta, com número G1343, decola do Lauro Kortz às 11 horas para pousar às 12h40 em Guarulhos. A partir de agosto, segundo cronograma de retomada da Gol, serão dois voos diários na ligação Passo Fundo – Guarulhos. Já a Azul, outra empresa que operava no Lauro Kortz, havia programado reinício de voos para agosto. Porém, aguardando pelas anunciadas obras de reforma do aeroporto, cancelou o retorno suspendeu a venda de passagens em seu site.

Demanda de serviços

A partir desta semana, a Gol reforça as operações nos principais aeroportos e retorna a mercados importantes, como Passo Fundo que atende a região norte do RS. “O transporte aéreo é um serviço essencial para o País, principalmente em um momento como o atual. Na Gol, a demanda dos clientes é parte da importante decisão de oferecer o serviço de uma rota, sempre levando em conta as medidas de Segurança, em conformidade com os órgãos competentes tanto no Brasil como no Exterior", afirma Celso Ferrer, vice-presidentes de operações da Gol.

Se em junho os aeroportos de Brasília, Galeão, no Rio de Janeiro, e Guarulhos, em São Paulo, já obtiveram mais destaque, em julho, serão fortalecidos com ainda mais rotas. Brasília volta a ser um dos hubs da Companhia, passando a se comunicar com 14 novos mercados.



Gostou? Compartilhe