Autoridades sugerem melhorias em trecho da ERS 324

Falta de segurança e dificuldade de acesso aos bairros passo-fundenses que ficam às margens da rodovia estão entre as principais reclamações relatadas por quem utiliza o trajeto

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A necessidade de melhorias no trecho da ERS 324 que abrange o acesso a bairros de Passo Fundo foi pauta de uma reunião, na tarde dessa terça-feira (1º), entre representantes da Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores, Ministério Público e Departamento Autônomo de Estradas e Rodagem (Daer), além de empresários e lideranças comunitárias. Os participantes debateram e sugeriram possíveis soluções que melhorem a mobilidade urbana no trajeto, dando mais segurança aos moradores e motoristas que circulam pela via.

De acordo com o presidente da Câmara de Vereadores, Saul Spinelli, que tem ajudado a coordenador o trabalho, o movimento em torno de alterações no fluxo da ERS 324 acontece desde fevereiro de 2019. Ele relata que a principal dificuldade registrada no trânsito do trecho diz respeito à falta de sinalização e ao fluxo intenso de automóveis, que trazem insegurança àqueles que precisam transitar pela rodovia diariamente.

Conforme explica o vereador, atualmente, o acesso e a saída de bairros como Santa Marta, Parque do Sol, Xangrilá, Schisler, Nenê Graeff, Dona Júlia e Integração acontece diretamente pela rodovia, colocando em risco os moradores desses locais. “Hoje, a população tem dificuldade tanto para acessar quanto para sair, porque a rodoviária está entroncada, com muitos carros e caminhões nos horários de pico, o que causa dois principais problemas: a demora e a falta de segurança”, explica.

Para o Superintendente da 6ª Superintendência Regional do Daer de Passo Fundo, Luís Antônio Moreira Teixeira, o trânsito não foi capaz de acompanhar o crescimento da cidade, especialmente com a chegada de empreendimentos que aumentaram o fluxo de motoristas e pedestres no trecho em questão. “É um problema de mobilidade urbana mesmo”, destacou durante a reunião.


Soluções sugeridas

Para contribuir com a mobilidade no trecho da ERS 324 que dá acesso a uma dezena de bairros de Passo Fundo, os representantes apresentaram uma série de sugestões que visam reduzir o risco de acidentes e desafogar o trânsito. “A nossa ideia é ações a curto, médio e longo prazo”, introduz Saul.

As ações a curto prazo, ainda conforme descreve o presidente da Câmara de Vereadores, incluem obras de sinalização, iluminação e melhoramento do acesso à rodovia. “Inclusive, mexendo nos quebra-molas, para que os carros que estão na rodovia diminuam a velocidade e, assim, os carros que acessam e saem do bairro tenham mais facilidade”.

Já a médio prazo, os projetos apresentados sugerem a construção de um túnel ou viaduto, tanto para carros quanto para ônibus, que promova a ligação entre os bairros com acesso à rodovia. “Para isso, ainda precisaremos de estudos técnicos e a elaboração de projetos”, antecipa Saul. “Por fim, a longo prazo, o que buscamos é o trevo que dá acesso ao Parque do Sol e à Schisler. Ele já está autorizado e estamos estudando a questão de prazo para execução e cobrando da empresa que já deveria ter feito esse trabalho”.

Representando a Secretaria de Segurança Pública, o secretário adjunto Ruberson Stieven mencionou, também, que a pasta estuda a possibilidade de trocar a preferencial no Trevo da Caravela. No entanto, todas as soluções propostas pelos representantes são, por ora, apenas sugestões. Elas ainda devem ser protocoladas junto ao Município nos próximos dias.


Gostou? Compartilhe