Período de ambientação à rotina escolar é adaptado no retorno do ano letivo no Notre Dame

Por
· 1 min de leitura
Foto: Comunica NDFoto: Comunica ND
Foto: Comunica ND
Você prefere ouvir essa matéria?

Um momento primordial para a construção de laços de afeto e confiança, o período de adaptação escolar é, na Educação Infantil do Colégio Notre Dame, marcado por atitudes e atividades que permitem às crianças sentirem-se acolhidas e seguras. É por isso, como exemplifica a coordenadora pedagógica da etapa de ensino, Márcia Scortegagna, que o diálogo com os educandos se dá com olhos nos olhos e que as brincadeiras propostas evidenciam a proximidade do reencontro com os familiares que assistem sua ambientação.

No atual contexto, porém, os acompanhantes estão restritos a um por criança e são orientados a, tão logo ela demonstre sentir-se tranquila em conviver com os colegas e as educadoras, distanciar-se das salas de aula, usufruindo dos amplos espaços ao ar livre disponíveis à comunidade educativa. Tal manifestação, segundo Márcia, costuma ocorrer mais rapidamente entre os educandos matriculados na Pré-escola, uma vez que eles já demonstram interesse em brincadeiras coletivas. Por isso, ainda que a sua permanência na instituição de ensino seja aumentada progressivamente até que atinja toda a duração do turno vespertino, as aulas compreendidas no período de adaptação são mais longas que aquelas ministradas ao Maternal.

Também com o intuito de evitar a proliferação do novo coronavírus, assegurando a manutenção do correto distanciamento interpessoal, as turmas foram reduzidas proporcionalmente à capacidade de ocupação das salas de aula. Além disso, as crianças são constantemente orientadas a higienizar as mãos e, a partir dos dois anos, a fazer uso de máscara.

A frequente sanitização dos espaços pedagógicos é outra medida adotada a fim de preservar o bem-estar de todos os membros da comunidade escolar, assim como a higienização regular dos brinquedos manuseados pelos educandos. Por isso, neste momento de ambientação, quando se recomenda que a criança tenha consigo um objeto capaz de transmitir-lhe a sensação de segurança, o Colégio solicitou aos seus responsáveis que priorizassem itens possíveis de ser limpos com álcool, além de ter recomendado que, a exemplo de como deve ocorrer com os utensílios usados na alimentação e na hidratação infantil, sejam higienizados ao deixar e ao retornar ao lar.

Gostou? Compartilhe