Prefeitura confirma projeto de terceirização das estradas do interior

Ação integra o programa Acelera Passo Fundo e prevê investimentos de R$ 2 milhões, em recursos próprios

Por
· 1 min de leitura
Reuniã foi realizada na manhã desta quinta-feira (08) (Foto: Michel Sanderi/Divulgação PMPF)Reuniã foi realizada na manhã desta quinta-feira (08) (Foto: Michel Sanderi/Divulgação PMPF)
Reuniã foi realizada na manhã desta quinta-feira (08) (Foto: Michel Sanderi/Divulgação PMPF)
Você prefere ouvir essa matéria?

Em reunião com agricultores, empresários do agronegócio e a direção do Sindicato Rural, o prefeito de Passo Fundo, Pedro Almeida, confirmou, na manhã desta quinta-feira (08), a execução de um projeto para a terceirização da manutenção das estradas rurais.

A ação integra o programa Acelera Passo Fundo e prevê investimentos próprios de R$ 2 milhões nesta primeira etapa. "Estudamos este projeto desde janeiro, quando começamos a construir o Plano de Desenvolvimento Rural. A Prefeitura não tem condições de maquinário e de recursos humanos para atender os mais de 690 quilômetros de estradas rurais. Por isso, a terceirização é fundamental", justificou Pedro.

Nesta primeira etapa do projeto serão terceirizados serviços em aproximadamente 100km no interior. "Vamos investir neste programa acreditando que é essencial garantir infraestrutura adequada para o interior durante o ano todo, não apenas durante as safras", reforçou o prefeito.

Plano estratégico

O secretário de Interior, Cristiam Thans, falou sobre os projetos centrais da Secretaria, reiterando o foco no desenvolvimento rural. "Nosso trabalho tem sido bastante intenso, com planejamento estratégico e com metas vem definidas que vão nos permitir avançar", assegurou, complementando que desde o início do ano, a pasta já fez serviços de manutenção em mais de 160 quilômetros de estradas rurais.

O presidente do Sindicato Rural, Júlio Susin, apontou que o desenvolvimento rural passa pelo planejamento e que é importante que a Prefeitura tenha um plano estruturado para os próximos anos. "Uma das demandas do setor do agronegócio é a efetivação de um planejamento e de um projeto estruturado que permita avançar nas demandas do meio rural. Nossas reivindicações incluem melhores condições de deslocamento do interior, com infraestrutura de estradas. Isso vai dar mais segurança e também permitir que as pessoas, sobretudo os jovens, queiram ficar no campo", avaliou ele.

Gostou? Compartilhe