Unidades de saúde do município farão solicitações de mamografia

As atividades integram a campanha Outubro Rosa, que tem como objetivo promover a conscientização sobre o câncer de mama e o câncer de colo de útero

Por
· 1 min de leitura
Foto: Divulgação/PMPFFoto: Divulgação/PMPF
Foto: Divulgação/PMPF
Você prefere ouvir essa matéria?

O próximo sábado (16) será de atenção à saúde da mulher em Passo Fundo. As unidades de saúde do município realizarão a coleta do exame citopatológico do colo de útero, exames de mamas e solicitações para a mamografia, seguindo protocolos de prevenção. As atividades integram a campanha Outubro Rosa, que tem como objetivo promover a conscientização sobre o câncer de mama e o câncer de colo de útero.

Conforme a secretária de Saúde, Cristine Pilati, todas as mulheres poderão procurar a unidade de saúde mais próxima da sua casa para uma avaliação. “Durante a consulta, será coletado o citopatológico e feita uma avaliação clínica das pacientes. Se for considerada uma necessidade, também será solicitada a mamografia”, afirmou, enfatizando que as equipes receberão um treinamento sobre o diagnóstico precoce dos cânceres.

No Brasil, o câncer de mama é o segundo mais comum, ficando atrás somente do câncer de pele. Para este ano, a previsão do Instituto Nacional do Câncer é o diagnóstico de 66,2 mil casos.

Conforme Cristine, a detecção precoce otimiza o resultado de tratamentos e ajuda a reduzir a mortalidade. “O medo e a desinformação prejudicam o diagnóstico e, consequentemente, o tratamento precoce. Precisamos trabalhar para esclarecer mitos, levando informações e facilitando o acesso das mulheres à mamografia”, disse.

A mamografia passa a ser necessária a partir dos 50 anos, mas há casos em que ela pode ser requerida antes. “O recomendado é que mulheres de 50 a 69 anos façam a mamografia a cada dois anos. Apesar disso, para fins de diagnóstico, ela poderá ser feita em qualquer idade, mediante indicação médica. Por isso, é essencial que todas as mulheres passem por uma consulta anual”, enfatizou à assessoria de imprensa da PMPF.

Além das consultas regulares, para o diagnóstico precoce do câncer, é importante que as mulheres realizem o autoexame, buscando nódulos nas mamas e axilas, alterações no bico do peito, mudanças na coloração e aspecto das mamas e a presença de líquido nos mamilos. “Todas as mulheres, independentemente da idade, devem conhecer o seu corpo para avaliar o que é ou não normal nas suas mamas. Fazer a palpação das mamas no dia a dia é fundamental para identificar alterações suspeitas. Aquelas mulheres que encontrarem algo diferente devem procurar uma unidade de saúde para ter um encaminhamento adequado”, ponderou.


Gostou? Compartilhe