Expectativa de frio intenso e geada para os próximos dias

Por
· 2 min de leitura
Divulgação/ Defesa Civil Divulgação/ Defesa Civil
Divulgação/ Defesa Civil
Você prefere ouvir essa matéria?

Uma forte massa de ar polar entrou no Rio Grande do Sul durante o final de semana e trouxe uma queda acentuada nas temperaturas. A região norte do Rio Grande do Sul está enfrentado o período mais frio do ano até o momento, com temperaturas próximas de zero grau. A expectativa é que frios tão intensos quanto os enfrentados agora, devem se repetir somente entre a virada dos meses de julho e agosto.

O analista da Embrapa em Passo Fundo, Aldemir Pasinato, comenta que após a passagem de uma frente fria, chegou uma massa de ar polar durante o final de semana, o que ocasionou uma queda muito acentuada nas temperaturas. O frio deve permanecer durante a semana, mas no decorrer dos próximos dias as temperaturas começam a ficar mais agradáveis. Nesta terça-feira a mínima será de 1 grau, e máxima de 7 graus; na quarta-feira, a mínima será de 1 graus e máxima de 11 graus; na quinta-feira a mínima será de 2 graus e máxima de 15 graus; e sexta a mínima será 4 graus e a máxima 17 graus. Ele esclarece que até a próxima quinta-feira a expectativa é de geada ao amanhecer e com tempo parcialmente nublado, alternando período de sol.

Neve

Com as temperaturas neste patamares, surge a expectativa da incidência de neve na região, porém, Pasinato diz que essa possibilidade é praticamente inexistente. “Mesmo com o frio, o tempo está bastante seco, e para haver formação de neve, seria necessária uma umidade maior. Desta forma, pelo menos na região de Passo Fundo, não há expectativa de nevar nos próximos dias”, esclareceu. Essa possibilidade é maior em regiões serranas do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, onde a umidade é maior.

Chuva

O mês de junho foi bastante chuvoso em Passo Fundo, o que trouxe um alento para o período prolongado de estiagem que a região estava enfrentando. Somente nos últimos dias foram registrados 81.5 milímetros de chuva, sendo que o acumulado do mês é de 187.7 milímetros, bastante acima da média histórica, que é de 133.6 milímetros.

Estragos

Em algumas cidades do Rio Grande do Sul, a forte chuva chegou acompanhada de vento, ocasionando tempestades e prejuízos para dezenas de famílias. Foi o caso do município de Sagrada Família, localizada na região noroeste, a 120 quilômetros de Passo Fundo. O município foi atingido sábado (26), por uma tempestade que danificou, segundo levantamento da Defesa Civil, 500 edificações entre residências, prédios comerciais e prédios públicos. Chegou a faltar energia elétrica em toda a cidade. Ao todo foram distribuídas mais de 2.400 metros quadrados de lona. Uma pessoa ficou ferida, trata-se de um homem de 28 anos que estava dentro de casa quando foi atingido por uma parede que desmoronou. Ele teve traumatismo craniano e foi internado no Hospital de Caridade de Palmeiras das Missões.

Gostou? Compartilhe