Comércio projeta crescimento de 14% nas vendas de Dia dos Pais

Câmara de Dirigentes Lojistas estima faturamento de R$ 6 milhões neste ano; roupas e calçados devem ser os itens mais procurados pelos consumidores

Por
· 2 min de leitura
Esta é a quarta data comemorativa mais lembrada do ano (Foto: Divulgação)Esta é a quarta data comemorativa mais lembrada do ano (Foto: Divulgação)
Esta é a quarta data comemorativa mais lembrada do ano (Foto: Divulgação)
Você prefere ouvir essa matéria?

O Dia dos Pais, comemorado neste domingo (8), chega ao município acompanhado de expectativas otimistas por parte dos empresários. De acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Passo Fundo, a data deve gerar grande movimento no comércio e resultar em um faturamento aproximadamente 14% superior ao registrado em 2020. O levantamento da entidade aponta que, no município, o volume total de vendas deverá girar em torno de R$ 6,03 milhões.

Para a CDL Passo Fundo, a perspectiva para a quarta data comemorativa mais lembrada do ano segue o desempenho que já vinha sendo observado em relação à retomada do comércio varejista, sobretudo de calçados e vestuário, motivada pelo retorno gradual das atividades e o avanço da vacinação. O cenário é bem diferente do observado no ano passado, quando o país ainda vivia um momento de incerteza econômica em meio aos primeiros meses da pandemia, resultando em uma queda de 11% no percentual de vendas em comparação com o ano anterior.

Conforme o presidente da CDL, Sérgio Giacomini, o montante total de vendas no Dia dos Pais deste ano deverá ser o melhor resultado desde 2018. As projeções, segundo ele, indicam uma trajetória de retomada econômica na região. “É uma soma de fatores que vêm permitindo o reaquecimento da economia, como a redução de casos de coronavírus, a maior flexibilização do comércio e o avanço da vacinação. Isso também se reflete na geração de empregos. Nós temos observado uma maior oferta de vagas de trabalho nos últimos meses. Muitas empresas que precisaram reduzir o quadro de funcionários quando houve o fechamento do comércio, agora, já voltaram a recontratar”, reflete.


Roupas de inverno devem ser as mais procuradas

Em meio aos dias de frio intenso, os lojistas têm apostado na venda de roupas e calçados como os itens de maior procura por aqueles que desejam presentear a figura paterna. O momento pode ser de recuperação para o setor de confecções, já que em 2020 o volume de vendas deste segmento foram cerca de um terço inferior ao registrado em 2019, conforme dados das notas fiscais eletrônicas da Sefaz-RS. “É interessante também porque as roupas de inverno são produtos com um maior valor agregado e, consequentemente, o faturamento é maior. Imaginamos que o ticket médio dos consumidores de Passo Fundo deverá chegar a R$ 150 nessa data”, avalia Giacomini.


Expectativa é de que a data movimente cerca de R$ 23 bilhões em todo o país

A previsão de incremento nas vendas varejistas não deve se confirmar apenas em Passo Fundo. Conforme a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul, em todo o país, a data deve movimentar no comércio cerca de R$23 bilhões, volume superior em quase 30% ao estimado para 2020, que ficou em torno de R$19 bilhões. O crescimento de 30% é o mesmo esperado a nível estadual. Para a entidade, a data comemorativa pode solidificar a recente retomada das vendas dos segmentos comerciais que enfrentaram problemas mais sérios com as restrições ao seu funcionamento.

Gostou? Compartilhe