Operação Viagem Segura retira 34 motoristas alcoolizados de circulação no primeiro dia

Fiscalização prossegue nos próximos dias, com fiscalização redobrada até a meia-noite de domingo (4).

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

No primeiro da Operação Viagem Segura deste feriadão, quinta-feira (1º), de 0h às 23h59, foram aplicados 164 testes com etilômetro, que constataram nível alcoólico em 34 condutores. Eles foram impedidos de prosseguir viagem. Desses condutores, cinco foram enquadrados em crime de trânsito. Nesta edição da operação, está sendo intensificada a aplicação dos testes e haverá maior foco nos caminhões - veículos envolvidos em 18% dos acidentes com vítimas fatais no Estado, segundo estudo do Detran/RS.


O esforço integrado dos órgãos de trânsito contabilizou 21.655 veículos abordados nas rodovias gaúchas e nas vias de acesso às estradas. O levantamento desta quinta-feira registrou 2.228 infrações, 232 veículos removidos a depósito e o recolhimento de 39 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs). 

Foram registrados dois acidentes que resultaram em duas vítimas fatais, de um total de 265. Destes, 112 ocasionaram lesões de gravidade variável em 141 pessoas. 

As blitze da Operação Viagem Segura são realizadas em conjunto por Brigada Militar e Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Detran/RS, Polícia Civil , EPTC, Dnit, ANTT, Daer e ONGs, sob a coordenação do Comitê Estadual de Mobilização pela Segurança no Trânsito. Com o apoio da Federação das Associações de Municípios do RS (Famurs), também estão colaborando com a operação diversos órgãos de trânsito municipais. Graças a essas parcerias, estão atuando neste feriadão cerca de 900 policiais nas estradas (incluindo os Grupos de Trânsito da BM), além das guarnições da Brigada Militar que atuam na fiscalização dos municípios e os agentes da EPTC na Capital. 

A Operação Viagem Segura prossegue nos próximos dias, com fiscalização redobrada até a meia-noite de domingo (4). Os agentes fiscalizadores solicitam a participação dos cidadãos na luta contra os acidentes, não apenas evitando comportamentos de risco, como também alertando as autoridades sobre quem dirige perigosamente. Contatos podem ser feitos pelos telefones de emergência da PRF (191) nas estradas federais e do Comando Rodoviário da BM (198) nas estradas estaduais. 

Secom

Gostou? Compartilhe