OPINIÃO

Burocracia

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

A coluna de hoje vai falar sobre um assunto importante que é realmente a expectativa que a população tem de serviços públicos e que não é correspondida. Isto porque, o entendimento de burocracia é a demora, quando devemos entender que os ritos administrativos dependem da agilidade e importância que damos para os assuntos da população.  

Burocracia

Quando Secretário de Assistência Social, a Técnica do Governo Estadual, Marilene Grazziotin me disse que burocracia somos nós e os métodos que damos para despachar documentos e avaliações que dependem de cada agente público ou não.  

Burocracia II

Muitas pessoas não tratam os assuntos da comunidade com a importância que merecem acabam por se ater a burocracia e dar desculpas para aqueles que dependem destas ações para resolver seus problemas. Por isto eu digo que enrolação não pode ser sinônimo de burocracia. 

Alienação parental

Dias atrás assisti uma palestra do Dr. Guido Palomba, psiquiatra forense e com muitos livros publicados. O tema da fala foi “praga da alienação parental”. Me surpreendi o quanto isto gera processos e destroem vidas de milhares de famílias no Brasil. Mentiras, distorções, manipulações e calúnias que acabam virando verdades por inúmeros motivos. 

Alienação parental II

Dr. Guido Palomba, destacou hábitos que acabam por prejudicar ainda mais as crianças e fazer com que o alienador tenha sucesso na sua empreitada. Casos de denúncias falsas e a utilização das crianças para atingir seus objetivos. As dificuldades de descoberta, mas também sinais que as crianças acabam dando de que na verdade aquela situação toda é arquitetada. 

Alienação parental III

O psiquiatra destacou na palestra a necessidade, se for o caso, de avaliação dos pais, do suposto abusador e do núcleo familiar, muito mais do que a criança. E de que a prática nacional é sim a avaliação apenas da criança e que isto, embora seja importante, acaba por ser às vezes insuficiente, especialmente pela necessidade de conhecer a personalidade de todos os envolvidos. 

Alienação parental IV 

Destaco aqui, uma parte da palestra que pode ser obtida nas redes sociais, a atenção para as atitudes dos envolvidos ao logo de suas vidas, sua personalidade e ainda avaliação psicológica dos mesmos para que se possa entender o meio e as pessoas com que a criança está envolvida. A praga da alienação é porque os pais e envolvidos sabem das dificuldades que o judiciário, conselho tutelar. Ministério Público e até mesmo a polícia possuem para atender todas as demandas e, apostam nesta prática para atingir seus abusos escusos. 

Punição

No meu entender alienação parental deve ser investigada com protocolos já preconizados na lei para que os envolvidos sejam punidos. É crime e a maldade para a criança muitas vezes é irreversível. A escola tem sido o grande espaço para averiguação da alienação parental e aposto que este tema deve ser mais discutido e ser motivo inclusive de capacitação para os operadores da defesa dos direitos das crianças e adolescentes. 

Gostou? Compartilhe